Publicidade
Cotidiano
Notícias

Pedalando para longe da crise: bicicletas são usadas como solução para novos negócios

Em Manaus, a tendência está chegando agora. Aos poucos as "magrelas" vão ganhando as ruas da cidade em serviços que vão desde a venda de lanches e doces - food bikes, até a entrega de documentos em escritórios 22/01/2016 às 18:31
Show 1
A empresa Maria Bistrô comercializa doces e salgados 'a bordo' de bicicleta personalizada em eventos na cidade
Juliana Geraldo Manaus (AM)

Eles estão literalmente pedalando para longe da crise. Utilizando bicicletas para oferecer serviços diversos, empreendedores estão deixando de lado suas antigas profissões para investir em negócios inovadores. Os serviços usando as "magrelas" são variados e, bem  aos poucos, vão ganhando as ruas da cidade.

Um deles  é o oferecido pela  Amazon Bike Courier. Os bike boys’ -semelhante aos  motoboys-  Mateus Araújo e Raimundo Neto, deixaram para trás seus empregos em escritórios e passaram a oferecê-los. Eles entregam documentos, convites, e até remédios em empresas e domicílios. Tudo sobre duas rodas e tendo como único combustível, a energia dos próprios corpos.

“Nós dois nos conhecemos fazendo uma cicloviagem e eu já tinha a ideia de fazer a empresa. Juntamos a nossa capacidade de pedalar longas distancias com a   possibilidade de oferecer um serviço diferente na cidade, com a vantagem de que não ficamos parados no trânsito e não poluímos a cidade”, destaca Mateus.

A empresa Maria Bistrô, que vende guloseimas doces e salgadas pela cidade também aposta no formato, oferecendo os itens em bike personalizada e com direito a flores e banquinhos para os clientes, compondo assim, uma loja itinerante.

Entre os principais motivos apontados pelos empreendedores ouvidospor +DINHEIRO para a adoção da bike nos negócios é a economia com combustível e o fato de ela ser um veículo não poluente contribuindo para levantar a bandeira da sustentabilidade.

Quer saber mais sobre o formato e conhecer novas histórias empreendedoras? Leia a reportagem completa no Jornal A Crítica deste domingo (Pág. D1)