Publicidade
Cotidiano
Notícias

Pelo menos 600 trabalhadores dos correios podem paralisar atividades no Amazonas

Nesta terça-feira (11), uma assembleia será realizada pra discutir um indicativo de greve da categoria no estado. A categoria reivindica a contratação imediata de 30 mil trabalhadores a nível nacional, além do fim da terceirização 11/09/2012 às 11:26
Show 1
Pelo menos 600 trabalhadores dos correios devem paralisar atividades no Amazonas
Acritica.com Manaus

Uma assembleia geral marcada para iniciar até às 19h desta terça-feira (11) vai discutir uma possível paralisação das atividades dos funcionários dos Correios do Amazonas.  No estado, pelo menos 600 funcionários da área operacional devem paralisar as atividades. Serviço de triagem, entrega de correspondências e mercadorias, serviços dos atendentes comerciais e dos setores administrativos devem ser afetados.

De acordo com o secretário jurídico do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos (Sintect-AM), Carlos Clei da Silva, a categoria reivindica 43,7% de reajuste salarial.

“Os 33,7% são referentes às perdas salariais e 10% de ganho real. Além disso, nós queremos o fim do SAP (Sistema de Avaliação da Produtividade) que funciona como um ataque ao trabalhador, que está sempre sendo avaliado e por isso acaba de sobrecarregando”, ressaltou Carlos.

Ainda segundo Carlos, eles querem a contratação imediata de 30 mil trabalhadores a nível nacional, além do fim da terceirização e da suposta sobrecarga de trabalho.

A ECT (Empresa de Correios e Telégrafos) ofereceu 3% na primeira proposta que foi rejeitada a nível nacional. Outra proposta apresentada foi de 5,2 %, que ainda não

“O Governo Federal está destratando os trabalhadores. Caso venha a acontecer essa greve, vale a pena ressaltar que o estamos sendo forçados pela empresa e pelo governo. Os trabalhadores não querem esmola, queremos uma negociação séria”, pontuou.