Publicidade
Cotidiano
Notícias

Pesquisa aponta que parte dos profissionais do Polo Industrial de Manaus não são do Amazonas

O estudo tem por objetivo identificar lacunas e buscar alternativas para minimizar o problema atual e futuro da falta de profissionais qualificados 25/09/2012 às 09:48
Show 1
Genoir Pierosan, da Yamaha
Jornal Acrítica ---

Pesquisa, realizada pela Federação das Indústrias e Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Fieam), revela que 36% dos profissionais de nível técnico, 33% dos engenheiros e 31% dos trabalhadores de nível superior ainda são oriundos de outros Estados. Mais: 34% de 102 empresas selecionadas estatisticamente responderam a pesquisa, porcentual que equivale a aproximadamente 33% dos postos de trabalho hoje existentes no Polo Industrial de Manaus (PIM).

Realizada de julho a setembro, a sondagem foi supervisionada pela Coordenadoria de Relações do Trabalho e Emprego da Fieam, liderada pelos executivos Genoir Pierosan e Ocimar Melloni. O estudo tem por objetivo identificar lacunas e buscar alternativas para minimizar o problema atual e futuro da falta de profissionais qualificados para atender as demandas do PIM.

(A Íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).