Publicidade
Cotidiano
Notícias

Pesquisa de intenções de votos do jornal A CRÍTICA sai no dia 2 de setembro

Consulta sobre a preferência do eleitorado na disputa pela Prefeitura de Manaus será realizada pela Action 26/08/2012 às 13:10
Show 1
Presidente da Action, Afrânio Soares, explicou que os pesquisadores irão ouvir 1.068 eleitores em 64 bairros da cidade
Lúcio Pinheiro Manaus

O jornal A CRÍTICA publica no próximo dia 2 de setembro a primeira de uma série de três pesquisas de intenção de voto sobre a corrida eleitoral pela Prefeitura de Manaus.

A sondagem será realizada pelo instituto Action, que reedita este ano a parceria que fez nas eleições de 2010 com os veículos da Rede Calderaro de Comunicação (RCC).

Segundo o diretor da Action, Afrânio Soares, os pesquisadores vão ouvir 1.068 eleitores de todas as zonas de Manaus, totalizando  64 bairros. A margem de erro da pesquisa será de 3% para mais ou para menos.

Os pesquisadores da Action coletarão os dados para a pesquisa entre segunda e quinta-feira desta semana. “O trabalho de checagem dos dados vai ser concluído na sexta”, explicou o presidente da Action.

As datas da publicação das outras duas pesquisas ainda não foram definidas. De acordo com Afrânio, as três consultas vão permitir acompanhar a evolução do desempenho dos nove candidatos à Prefeitura de Manaus no primeiro turno.

A pesquisa a ser divulgada no dia 2 de setembro será a primeira  após o início da campanha na TV e no rádio. “É possível haver mudanças com relação aos resultados divulgados até agora”, ressaltou o pesquisador.

Afrânio Soares disse que nas zonas da cidade com mais moradores o número de eleitores ouvidos pelos pesquisadores também será maior.

Em uma das fases da pesquisa, o eleitor será questionado a indicar espontaneamente o nome de um dos noves candidatos em que votaria se a eleição fosse realizada naquele dia.

Em outra fase, o eleitor irá receber material com os nomes dos nove candidatos, e será perguntado em quem votaria se a eleição fosse naquele dia.

A vice-presidente da RCC, Cristina Calderaro Correa, ressaltou que a consulta é apenas uma das ferramentas utilizadas pela rede na cobertura das eleições de outubro. “A pesquisa integra o pacote de cobertura das eleições em que a Rede Calderaro sempre dá um show”, ressaltou a empresária.

Cristina Calderaro Correa disse que em 2012 a RCC vai honrar a tradição de prezar pela qualidade na cobertura das eleições. “Estamos formatando o debate e organizando a megaestrutura para o dia do pleito, quando as equipes de rádio, TV, jornal e portal atuarão integradas”, comentou a vice-presidente da Rede Calderaro.

“Todos os profissionais da casa estão focados em levar ao nosso publico, desde já, as informações mais precisas sobre essa disputa que definirá o futuro da cidade”, afirmou.

Avaliação de Dilma, Omar e Amazonino
A primeira pesquisa Jornal A CRÍTICA/Action também vai consultar o nível de satisfação dos eleitores de Manaus com os governos da presidente da República Dilma Rousseff (PT), do governador Omar Aziz (PSD) e do prefeito de Manaus Amazonino Mendes (PDT).

Segundo Afrânio Soares, os 1.068 eleitores vão responder se consideram a administração de Dilma, Omar e Amazonino ótima/boa, regular ou ruim/péssima.

A petista Dilma Rousseff ocupa um cargo eletivo pela primeira vez. Antes, foi ministra da Casa Civil do Governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a Justiça Eleitoral, 991.128 eleitores votaram na presidenta no Amazonas. Em Manaus, a votação da candidata apoiada por Lula foi de 516.520 votos.

Omar Aziz foi vice-governador por dois mandatos seguidos. Em 2010, foi eleito governador com 943.955 votos. Dois anos antes, o governador havia disputado a Prefeitura de Manaus e não passou nem para o segundo turno.

Amazonino Mendes está no terceiro mandato de prefeito de Manaus. Foi eleito pela primeira vez no período de 1983-1985. Também foi três vezes governador do Amazonas e uma vez senador. O primeiro mandato de governador foi no período de 1987-1990.

Registro
As entidades e empresas que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às eleições 2012 ou aos candidatos, para conhecimento público, devem registrar cada consulta na Justiça Eleitoral até cinco dias antes da divulgação de cada resultado. O registro de pesquisa poderá ser realizado a qualquer tempo.