Publicidade
Cotidiano
PRESO

PM prende um dos suspeitos de assassinar o advogado Marcelo Aguiar em Manacapuru

Augusto Alexandre, o “Guto”, foi capturado na BR-319 juntamente com um homem. Os dois seguiam para Porto Velho em um veículo roubado 28/03/2018 às 13:41 - Atualizado em 28/03/2018 às 13:47
Show show 14192778 1222888247773605 2145215854402344002 n
Foto: Divulgação
Larissa Golvin Manaus (AM)

A Polícia Militar do Amazonas prendeu na manhã desta quarta-feira (28) um dos suspeitos de assassinar o advogado Marcelo Aguiar Cunha, de 45 anos, morto a tiros em Manacapuru, a 68 quilômetros em linha reta de Manaus. O preso foi identificado como Augusto Alexandre, vulgo “Guto”.

Segundo a PM, “Guto” foi capturado na rodovia BR-319 juntamente com um homem quando os dois seguiam para a cidade de Porto Velho, em Rondônia, em um veículo roubado. Durante a abordagem, os policiais verificaram que Augusto é um dos procurados pela morte do advogado. Os dois foram detidos e levados para o 34º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no município do Careiro Castanho.

Morto a tiros

O advogado Marcelo Aguiar Cunha, de 45 anos, morreu no último dia 15 de março após ter sido baleado no tórax no município de Manacapuru. A vítima chegou a ser socorrida e hospitalizada no Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, em Manaus, mas não resistiu. Um amigo dele, de 32 anos, e que seria o alvo dos tiros, também foi baleado, no ombro, mas sobreviveu.

De acordo com a Polícia Civil do Amazonas, Marcelo Aguiar e o amigo foram atacados por volta das 19h45 quando conversavam em frente à residência do advogado na rua Coronel Madeira, no bairro Centro, em Manacapuru.

De acordo com o delegado Rodrigo Torres, titular do Distrito Interativo de Polícia (DIP), um homem abordou as vítimas e efetuou disparos de arma de fogo. Em seguida, o atirador fugiu. O delegado confirmou que os tiros foram direcionados ao amigo do advogado, mas atingiu os dois.

Publicidade
Publicidade