Publicidade
Cotidiano
DOAÇÃO

Polícia Civil doa 300 kg de pirarucu ilegal a duas entidades filantrópicas de Manaus

A apreensão do pirarucu foi feita na manhã de hoje pelo Batalhão de Policiamento Ambiental em uma embarcação no porto da cidade 03/11/2017 às 16:18
Show 67aeac32 bbfb 46e3 b498 3d8c799a210d
Foto: Divulgação
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas doou para duas entidades filantrópicas de Manaus 300 quilos de pirarucu ilegal apreendidos na manhã desta sexta-feira (3) na capital amazonense. A apreensão foi realizada por policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental do Amazonas (BPAmb-AM), em uma embarcação ancorada no Porto Privativo de Manaus, situado no bairro Centro, zona Sul da capital.

De acordo com o delegado Bruno Hitotuzi, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), os policiais Batalhão Ambiental verificaram que um idoso de 73 anos, identificado como Paulo Cabral de Vasconcelos, proprietário do pescado, não portava a documentação exigida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para fazer o transporte do pescado. O idoso acabou preso pela equipe policial e conduzido à Dema.

“Doamos o pescado apreendido para o abrigo O Coração do Pai, situado no bairro Japiim, Zona Sul, e para a organização humanitária internacional Aldeias Infantis SOS de Manaus, localizada no bairro Alvorada, na Zona Centro-Oeste. Temos como principal objetivo na Dema defender a natureza e praticar a caridade e, conforme os pescados são apreendidos, vamos doando para as entidades filantrópicas que estão cadastradas no banco de dados da especializada”, explicou Hitotuzi.

O idoso foi indiciado por transporte de pescado ilegal e, após os procedimentos cabíveis na sede da Dema, foi liberado para responder pelo crime em liberdade, conforme ordena a legislação ambiental.

*Com informações da assessoria de imprensa