Publicidade
Cotidiano
Notícias

Polícia fará reconstituição da morte do engenheiro em Manaus

Titular da Delegacia de Homicídios anunciou que o principal suspeito, que confessou o crime, deve revelar a forma que agiu durante o assassinato 28/12/2012 às 15:36
Show 1
Segundo a polícia, o engenheiro Ken Wheeler foi vítimna de um latrocínio
acritica.com ---

O titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), delegado José Divanilson Cavalcanti, vai fazer, na próxima semana, a reconstituição da morte do engenheiro da Petrobras Ken Wheeler da Silva Araújo, 47, ocorrida no dia 28 do mês passado.

Segundo Cavalcanti, a reconstituição tem como objetivo “esclarecer a dinâmica do evento”  para que não reste nenhuma dúvida sobre a autoria do crime, embora o principal suposto, o mototaxista, Francivaldo da Silva Lima, 28, o “Caio”, tenha confessado  a autoria do crime.

Segundo o delegado, na reconstituição será feito o passo a passo do crime, desde quando a vítima e o acusado se encontraram até a ocultação do cadáver, no ramal da Escola, no bairro Puraquequara, Zona Leste.  “Nós vamos comunicar o Ministério Público Estadual (MPE), informando que, se houver interesse, um promotor poderá participar da reconstituição”, disse Divanilson.

O delegado informou que já estão sendo providenciados os elementos necessários para que a reconstituição possa chegar o mais próximo possível do que aconteceu no dia em que Ken foi assassinado. Um homem com a estatura e peso semelhante ao da vítima e o acusado estarão presentes. O carro onde a vítima foi morta também será usado.

O crime

O engenheiro Ken Wheeler desapareceu no dia 28 de novembro, depois que saiu de uma academia onde tratava sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Após investigações, a polícia encontrou, no dia 15 de dezembro, o corpo do engenheiro em um matagal localizado próximo à Escola Municipal João Paulo II, no bairro Puraquequara, Zona Leste.