Publicidade
Cotidiano
Notícias

Policiais Civis prendem dupla acusada de tráfico e associação para tráfico

A equipe de investigadores do 26º Distrito Integrado de Polícia, com apoio de policiais da Depre, realizaram a prisão de "Xuxa" e Mara", acusadas de movimentarem o tráfico de maconha no bairro Monte das Oliveiras, na Zona Norte. As investigações começaram há quinze dias, quando a polícia recebeu denúncias anônimas 10/11/2012 às 10:00
Show 1
Xuxa e Mara formavam uma dupla dinâmica do tráfico no Monte das Oliveiras
acritica.com Manaus (AM)

Denilza Teixeira Laranjeira, 29, a “Xuxa”, e Delcimara Vieira Gomes, 33, a “Mara”, foram presas pela equipe de investigadores da Polícia Civil do 26° Distrito Integrado de Polícia (DIP), nesta sexta-feira (9). A dupla era investigada há 15 dias, após a polícia receber denúncias anônimas de que a dupla comercializava drogas nos bairros Monte das Oliveiras e Monte Pascoal, Zona Norte. No total foram apreendidos aproximadamente 4 kg de maconha prensada.

Denilza foi presa às 12h30, na rua Cranauba, Monte das Oliveiras. No local foram apreendidas uma balança de precisão, um celular, material para embalar a droga, quatro grandes porções de maconha prensada, e 56 trouxinhas de maconha, prontas para a comercialização. A droga equivale a 4 kg, segundo a polícia.

A partir do depoimento de Denilza, policiais foram à casa de Delcimara, às 14h30. Com o apoio de policiais civis da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE), apreenderam dez grandes porções de maconha prensada, uma balança de precisão, e quatro celulares.

Na Rua São João, no bairro Monte Pascoal, policiais encontraram 13 porções de maconha prensada, um notebook, o suspeito não estava no local.


“As investigações continuaram para que possamos identificar e prender outras pessoas que estejam envolvidas”, disse a delegada Ana Cristina Braga, titular do 26° DIP.

A delegada ainda destacou a importância das denunciais dos moradores do bairro. Que estão se sentindo mais seguros com a atuação da Polícia e estão denunciando mais, o que resulta na atuação positiva do 26° DIP no cumprimento da lei.

As acusadas foram autuadas em flagrante por tráfico e associação para o tráfico, e foram encaminhadas à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.