Publicidade
Cotidiano
Notícias

Porto Chibatão faz simulação de acidente ambiental

Dez minutos. Este é o tempo necessário para retirar das águas do Rio Negro qualquer substância química proveniente de acidentes e situações de emergência sem prejudicar o equilíbrio ambiental ou afetar a saúde dos seres vivos. 18/06/2012 às 21:19
Show 1
Principal complexo portuário privado da Região Norte
A critica.com Manaus

O tempo foi estipulado na manhã de hoje (18), em exercício realizado por 30 profissionais dos setores ambientais, de segurança no trabalho, médicos e especialistas de diversas áreas do Grupo Chibatão, que simularam os procedimentos a serem executados caso uma situação semelhante ocorra em seu terminal portuário.

Para dar maior veracidade a simulação, meia tonelada de pipoca foi espalhada sobre a água em uma área igual a dois campos de futebol oficiais, como forma de demonstrar a influência da correnteza fluvial em situações similares, além da urgência e preparação adequada para evitar que a dispersão do material no rio.

“Todos os procedimentos executados assim como o tempo total de resposta estão de acordo e previstos na Norma Regulamentadora 3.214, do Ministério do Trabalho, que normatiza as atividades de segurança nas operações portuárias”, explicou o engenheiro ambiental do Grupo Chibatão e coordenador da atividade, Marcos Aurélio Melo. Segundo o especialista, duas vezes por ano, o porto realiza exercícios de simulação para outros cinco cenários distintos de acidentes além do derramamento de substâncias perigosas, como o resgate de homem ao rio em condições extremas.

O exercício realizado na manhã de hoje faz parte da programação da Semana do Meio Ambiente do Grupo Chibatão, que prossegue até a próxima sexta-feira (22), com uma série de palestras sobre sustentabilidade, preservação dos recursos hídricos, conservação do solo e preservação da fauna e flora para os mais de 2 mil colaboradores. Durante a Semana do Meio Ambiente, também há distribuição gratuita de mudas de espécies nativas.