Publicidade
Cotidiano
Notícias

Preço dos smartphones diminui no varejo brasileiro em até 25%

Modelos de smartphones que custam de R$ 399 a R$ 2,6 mil tem valores parecidos em diferentes lojas. Funcionalidade, eficiência e design são os que mais pesam do preço final do modelo 20/03/2013 às 07:19
Show 1
Smartphones são telefones celulares que executam diversas funções, porque funcionam como um computador
Cinthia Guimarães ---

À espera do anúncio do Governo Federal que promete reduzir o preço dos smartphones no varejo brasileiro em até 25%, o consumidor, hoje, tem a opção de comprar aparelhos com valores que variam de R$ 399 a R$ 2.600. Requisitos como funcionalidade, eficiência e design são os que mais pesam do preço final do modelo.

Em Manaus, as lojas de eletrônicos oferecem parcelamentos que vão de quatro até 12 vezes sem juros, ou descontos de até 10% para compras à vista.

Quando se trata de pesquisa de preços, o consumidor sai na desvantagem. Isso porque os preços estão praticamente iguais na maioria das lojas (veja tabela ao lado).

O ‘queridinho’ do momento é o Samsung Galaxy SIII, vendido em todas as lojas pesquisadas por R$ 1.999. O aparelho possui tela de 4,8 polegadas, processador quad core, câmera de  8MP e 16 GB de memória. Outro modelo que tem despertado o interesse dos consumidores é o Samsung Gran Duos de dois chips, lançado especialmente para o mercado brasileiro.

No mercado, a Samsung é líder disparada de venda de smartphones com o sistema operacional Android. De acordo com a consultoria IDC, a fabricante sul-coreana vendeu 250 milhões de dispositivos mundialmente no ano passado, e sua fatia de mercado cresceu de 12,3% em 2011 para 20,8% do mercado m 2012. Já a Apple, que contava com 16,3% de participação em 2011 ficou com 18,2% em 2012, com 218,7 milhões de unidades vendidas.

Para se ter ideia, as vendas mundiais de dispositivos conectados (incluindo todas as marcas) ultrapassaram 1,2 milhão de unidades em 2012, o que representa um avanço de 29,1% em relação aos 930,4 milhões de dispositivos comercializados em 2011.

O advogado Jefferson Leite se considera um dependente da tecnologia. Na hora de escolher um modelo, ele optou pela velocidade de processador e transmissão de dados. “Eu vejo emails, entro na Internet de qualquer lugar. O smartphone tornou minha vida profissional mais prática”, contou.

Natural de Cuba e vivendo em Manaus por conta do trabalho, o engenheiro eletricista José Angel Gonzales estava à procura de um aparelho prático e resistente. “Gosto da marca Nokia ou Samsung. Quero um celular que eu possa navegar na internet e me comunicar com eficiência”, disse.

Lei 12.715

A regulamentação da lei 12.715, sancionada em setembro de 2012 pela presidente Dilma Rousseff e que deve ser regulamentada até o final deste mês, inclui os smartphones fabricados no Brasil na lista de dispositivos com desoneração dos impostos PIS e Cofins.

A medida do governo vem para estimular o acesso à Internet à população brasileira, mas não deve contemplar os modelos de alta performance. Na estimativa do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, os aparelhos deverão passar a ter preço mínimo de R$ 200 e máximo de R$ 1,1 mil no varejo, com a desoneração.

Smartphones são considerados telefones inteligentes semelhantes à computadores, que possuem acesso à Internet, câmeras fotográficas, gravação de vídeos, GPS, tecnologia bluetooth, videochamadas, gravador de voz e demais aplicativos que vão desde redes sociais, jogos, agenda, tradutores, mapa de localização e reprodutor de música.