Publicidade
Cotidiano
Notícias

Preços de veículos novos serão reajustados

Para um modelo Fox que custa R$ 34 mil, por exemplo, só o repasse do IPI representa alta de R$ 680 03/01/2013 às 15:38
Show 1
Os importados Freemont (utilitário-esportivo) e 500 (compacto premium) tiveram os preços reajustados em 1% no fim de dezembro
A Crítica Manaus, Am

São Paulo (AE) - Depois de registrar em 2012 o sexto recorde seguido em vendas, o ano começa com reajuste nos preços dos carros novos. Além do repasse do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) - cuja alíquota passa a subir gradualmente -, algumas marcas vão reajustar as tabelas com a justificativa de “realinhamento”, ou seja, recomposição de custos. Como a maioria das concessionárias tem estoques de carros faturados no ano passado, o consumidor ainda vai encontrar modelos com preços sem reajuste ao longo das próximas semanas.

Revendas das quatro maiores fabricantes (Fiat, Volkswagen, GM e Ford) consultados ontem informaram que seus estoques variam de 10 a 30 dias. Já os automóveis que forem faturados a partir desta semana vêm com IPI maior. Carros 1.0, que estavam com alíquota zero, passam a recolher 2%. Aqueles com motor entre 1.1 e 2.0 flex pagam 7% (ante 5,5% até dezembro) e as versões a gasolina recolhem 8% (ante 6,5%).

Segundo concessionários ouvidos nessa quarta pela reportagem, além do IPI, a Volkswagen informou que deve reajustar sua tabela em até 2%. Para um modelo Fox que custa R$ 34 mil, por exemplo, só o repasse do IPI representa alta de R$ 680.

Concessionários Fiat também esperam aumento neste mês, mas ainda não têm índices definidos. Os importados Freemont (utilitário-esportivo) e 500 (compacto premium) tiveram os preços reajustados em 1% no fim de dezembro.

(A Íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).