Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeito de Nhamundá é preso fazendo campanha no dia do pleito

Mário fazia campanha para o sobrinho dele o apresentador do boi Garantido, de Parintins, Israel Paulain (PMDB), que é candidato a prefeito na cidade. 07/10/2012 às 17:47
Show 1
Prefeito de Nhamundá é preso
Jonas Santos Parintins (AM)

O prefeito de Nhamundá, Mário Paulain, foi detido hoje à tarde pela polícia porque ainda realizava campanha, em pleno dia devotação. O prefeito saiu em carreata com eleitores pelas ruas e por determinação da juíza eleitoral Vanessa Leite Motta os policiais acabaram com a manifestação. A notícia foi confirmada pelo comandantedo 11º Batalhão de Polícia Militar de Parintins, major Túlio Freitas. Mário Paulain foi levado para a delegacia e depois liberado.

Mário fazia campanha para o sobrinho dele o apresentador do boi Garantido, de Parintins, Israel Paulain (PMDB), que é candidato a prefeito na cidade. Israel trava uma disputa acirrada com o empresário Nenê Machado.

O chefe do destacamento da PM, em Nhamundá, tenente Pontes, disse que o prefeito não chegou a ficar detido. “Ele foi levado para a delegacia onde assinou um termo circunstancial de ocorrência e foi liberado”, afirmou por telefone.

A reportagem tentou falar com o prefeito, mas o telefone dele e do seu advogado Jender Lobato estavam desligados.

Barreirinha

Na cidade de Barreirinha, a Polícia Federal prendeu o secretário de Finanças da Prefeitura, Manoel Marinho. Ele estaria portando santinhos e dinheiro, em apoio ao candidato Mecias Batista, que é candidato a reeleição. O secretário foi conduzido a Parintins e está detido na sede do Cartório Eleitoral, no Centro. Não foi informada a quantia de dinheiro apreendida em poder do secretário.

Detenções em Manaus por boca de urna

Jânio Melo de Almeida, 48, foi preso as 8h30 na Escola Municipal Cândido Felipe Honorato no Bairro da Alvorada por causar tumulto no local, e detido na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, onde está funcionando o Juizado Especial Criminal Eleitoral.

Jucimar Reis da Silva, 47, e Silvan Moraes dos Santos, 33, foram presos hoje (7) pela manhã por crime eleitoral. Os suspeitos estavam distribuindo panfletos do candidato a vereador Jairo Da Vical, no bairro Armando Mendes, Zona Leste da capital. Os dois foram encaminhados para o Juizado Especial Criminal Eleitoral localizado no Zezão.

 O candidato a vereador, Fabio da Silva Duarte, 28, foi preso por crime eleitoral. O acusado foi flagranteado na Rua Topazio no Bairro Nova Floresta.

Ocorrências registradas na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira

Jânio Melo de Almeida, 48, foi preso as 8h30 na Escola Municipal Cândido Felipe Honorato no Bairro da Alvorada por causar tumulto no local, e detido na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, onde está funcionando o Juizado Especial Criminal Eleitoral.

 Walter Figueredo, 41,  foi preso por distribuir panfletos do vereador Rosenha, no Bairro São Geraldo. Ele foi detido no Amadeu Teixeira, onde está funcionando o Juizado Especial Criminal Eleitoral.

 Jorge Albuquerque Santiago, 36, foi preso por distribuição de panfletos do vereador Coronel Aldo no Parque Riachuelo. Ele foi detido no Amadeu Teixeira, onde está funcionando o Juizado Especial Criminal Eleitoral.

 Raimundo Bricio Souza, 19, e Sijalmar Bentes Gato ,32, foram presos por atitudes suspeitas após se recusarem a parar o veiculo que continha vários panfletos da vereadora Loura do PT. Eles foram detido no Amadeu Teixeira, onde está funcionando o Juizado Especial Criminal Eleitoral.