Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeito de Uarini se diz surpreso com decisão do TJ que determinou intervenção

A decisão foi tomada por unanimidade pelo pleno do TJ-AM por conta do não pagamento de precatórios atrasados e, na avaliação dos magistrados 06/09/2012 às 21:24
Show 1
De acordo com Francisco Togo, a dívida está sendo paga em parcelas.
acritica.com ---

O prefeito do município de Uarini (a 570 quilômetros de Manaus), Francisco Togo Soares (PSD), se diz surpreso com a decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) que determinou, no dia 28 de agosto, intervenção no município de Uarini, (distante 570 quilômetros de Manaus).

A decisão foi tomada por unanimidade pelo pleno do TJ-AM por conta do não pagamento de precatórios atrasados e, na avaliação dos magistrados, não justificados.

De acordo com Francisco Togo, a dívida está sendo paga em parcelas. “Fiquei surpreso com a notícia. Há tínhamos negociado e parcelado o pagamento dos precatórios”, disse o prefeito. “Estamos fazendo o possível para colocar nossas contas em dia, inclusive, pagando contas de terceiros”, afirmou.

À reportagem do acritica.com, a assessoria do prefeito mostrou documento com o pagamento das parcelas. “Não esperava que o TJ julgasse uma conta que já estava sendo paga. Pagamos todos os precatórios. Nunca nos negamos a pagar”, afirmou Francisco Togo.

Em sua decisão, o desembargador Wellington Araújo afirmou que cabe ao governador Omar Aziz indicar um prefeito interventor para a cidade. O desembargador disse que a decisão serviria de “exemplo” aos demais prefeitos.