Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeitura avalia área no conjunto Castelo Branco para implantação do 'Espaço Verde na Comunidade'

A área fica situada entre as ruas 39 e 42 do Conjunto Castelo Branco 2, e beneficiará diretamente os moradores do conjunto e do bairro da União 16/07/2015 às 16:57
Show 1
Prefeitura está avaliando áreas verdes de loteamentos aprovados para a implantação de novas unidades do Projeto Espaço Verde na Comunidade
acritica.com Manaus (AM)

Nesta quinta-feira (16) o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Itamar de Oliveira Mar, acompanhado do secretário municipal de Administração, Gilmar Nascimento, esteve visitando um trecho de área verde do Conjunto Castelo Branco, no Parque Dez, zona Centro-Sul.

A área fica situada entre as ruas 39 e 42 do Conjunto Castelo Branco 2, e beneficiará diretamente os moradores do conjunto e do bairro da União.

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), está avaliando áreas verdes de loteamentos aprovados para a implantação de novas unidades do Projeto Espaço Verde na Comunidade. 

A visita foi acompanhada pelo corpo técnico da Semmas, que avaliou positivamente o espaço em virtude da localização e do relevo plano. Para o secretário Itamar de Oliveira Mar, a área se encaixa nos propósitos do projeto Espaço Verde na Comunidade, com opções de lazer, recreação, prática de esportes e recuperação ambiental, além de garantir a proteção para um trecho ainda preservado da área verde. No total, o espaço conta com 11.700 metros quadrados e já possui um mínimo de infraestrutura.


“Fizemos a plotagem inicial desta área para a sua caracterização como área verde, dentro do trabalho de levantamento que estamos realizando em toda a cidade. A partir de agora nossa equipe passará a desenvolver os levantamentos socioambientais de consulta à população, topográfico e de custos para a elaboração dos projetos de arquitetura e engenharia que viabilizam as intervenções”, explicou.

O secretário Itamar Mar lembrou que o objetivo do Projeto Espaço Verde na Comunidade é exatamente o de promover a revalorização das áreas verdes, com intervenções em espaços degradados, com a implantação de equipamentos públicos, como pista de caminhada e academia ao ar livre, mas principalmente a revegetação do espaço, fazendo com que a área verde volte a cumprir o seu papel de proteção e manutenção do microclima.

O secretário municipal de Administração, Gilmar Nascimento, lembrou que aquele trecho de área verde já foi alvo de inúmeras tentativas de ocupação, impedidas pela própria comunidade. “Aqui existe uma história de luta e preservação”,  ressaltou.

Na última terça-feira (14) o secretário Itamar Mar, acompanhado por representantes da comunidade, esteve visitando duas áreas verdes situadas nas ruas 29 e 30 do Loteamento Jardim Mauá, no bairro Mauazinho, zona Leste.  Ele foi recebido pelo presidente da Comunidade Jardim Mauá, Luiz Altierre, na sede da associação de moradores do conjunto, onde funciona o Projeto Comunidade em Ação.

A visita foi acompanhada por técnicos da Semmas, que puderam avaliar a viabilidade de intervenções no local. Nos dois casos, as áreas verdes encontram-se em áreas de encosta, com relevos que dificultam a realização de intervenções.

“O relevo complicado dificulta a realização de intervenções, mas o importante a ressaltar é o interesse da comunidade em participar do projeto e buscar melhorias na qualidade de vida dos comunitários, bem como reforçar a proteção às áreas verdes”, afirmou Itamar Mar.

Já foram realizadas visitas técnicas em áreas verdes dos loteamentos habitacionais Renato Souza Pinto, Águas Claras, Santos Dumont, Hileia, Ajuricaba, Belvedere, Campos Elisios, Bem Hur, Manoa, Castanheiras e Augusto Montenegro.

*Com informações da assessoria de imprensa