Publicidade
Cotidiano
Cotidiano, Dengue, LIRAa

Prefeitura realiza amanhã (9), em Manaus, o primeiro LIRAa de 2012

Os trabalhos serão realizados até o próximo dia 20, e a expectativa é a de que durantes este período 125.277 imóveis distribuídos em todas as zonas de Manaus sejam inspecionados 08/01/2012 às 17:14
Show 1
Levantamento servirá para traçar estratégias de combate à doença em Manaus
acritica.com Manaus

Nesta segunda-feira (9),  a Prefeitura de Manaus realiza o primeiro Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2012. Realizado trimestralmente, o LIRAa é uma das ferramentas utilizadas pela vigilância epidemiológica do município, para orientar as ações de controle da dengue na capital, priorizando as áreas onde há maior infestação do mosquito transmissor da doença.

Os trabalhos serão realizados até o próximo dia 20, e a expectativa é a de que durantes este período 125.277 imóveis distribuídos em todas as zonas de Manaus sejam inspecionados. O trabalho acontecerá paralelamente às ações da Operação Impacto de Combate à Dengue, que começou em 31 de outubro de 2011 e vai até 30 de março deste ano.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) destacará 207 agentes de endemias para as atividades do LIRAa. Além de apontar as áreas da cidade com maior índice de infestação do mosquito da dengue, o levantamento também permite identificar os principais tipos de criadouros que estão favorecendo a proliferação do Aedes agypti, o mosquito transmissor da doença.  

Áreas
Na Zona Leste de Manaus, as atividades do LIRAa terão início pelos bairros do Mauazinho, Colônia Antônio Aleixo, Distrito Industrial, Puraquequara, Armando Mendes e Coroado. Na Zona Norte, começam pelo Cidade de Deus e Novo Aleixo.

Os bairros São Raimundo, Glória e Santo Antônio serão os primeiros da Zona Oeste de Manaus, e na Zona Sul, o trabalho começa por Flores, Aparecida, Chapada e Centro.

No quarto e último LIRAa do ano passado, realizado entre o período de 3 a 13 de novembro, o índice de infestação pelo mosquito da dengue, em Manaus, ficou em 1,3%, muito próximo do que é considerado satisfatório, pelo Ministério da Saúde (1%). A zona Leste foi identificada como a área com maior risco para ocorrência de casos da doença, especialmente nos bairros de São José e Jorge Teixeira.