Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeituras de Manaquiri e Coari, no Amazonas, vão gastar R$ 645 mil em hospedagem

Enquanto em Manaquiri o valor programado é de R$ 72 mil, em Coari, ultrapassa os R$573 mil 18/05/2012 às 21:32
Show 1
A assessoria do prefeito Arnaldo Mitouso informou que o recurso é para hospedar, por exemplo, os envolvidos em eventos já programados
acritica.com Manaus

As Prefeituras Municipais de Coari e Manaquiri devem gastar, juntas, em diárias para hospedagem nas cidades, R$ 645,2 mil entre maio e dezembro de 2012. O recurso será liquidado conforme a necessidades dos dois municípios.

Mas, o que chama a atenção é a diferença dos valores solicitados por meio de concorrência pelas duas prefeituras – a de Manaquiri ainda publicará o valor, segundo o prefeito Jair Souto. Em Manaquiri (a 60 quilômetros de Manaus), o valor a ser investido será de R$72 mil (suficiente para 1.090 diárias), enquanto que em Coari, está programado um investimento na ordem de R$ 573,2 mil (8.685 diárias), 696% a mais. Cada diária gira em torno de R$ 66.

No caso de Coari, o valor foi publicado no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas do dia 16 de maio. Já o de Manaquiri, foi informado pelo próprio prefeito Jair Souto (PMDB), o qual esclareceu que o valor será par custear a hospedagem dos envolvidos em cursos de capacitação, eventos realizados pela prefeitura – a exemplo do festival de São Pedro, tradicionalmente ocorrido em junho de cada ano – e para atender às necessidades das secretarias municipais.

Já a assessoria do prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso (PMN), ressaltou que “há necessidade de dar estadia para agentes públicos e privados que atuam nas mais diversas atividades da administração pública no município”, a exemplo dos professores do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) que ministram mais de 20 cursos técnicos na cidade e policiais militares que desenvolvem operações de combate à criminalidade e operações especiais de repressão ao tráfico e ao abuso sexual de crianças e adolescentes.

O recurso também será aplicado no pagamento de moradia para professores da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e para acomodar os envolvidos nas atividades culturais desenvolvidas pela prefeitura, como festas juninas e Festival Folclórico, nos meses de junho e julho, a Festa do Gás, Festa da Cidade (aniversário de Coari) e Festas Natalinas, no final do ano.

“A contratação de vagas na rede hoteleira se deu após processo licitatório previsto na Lei de licitações (Lei nº 8.666), através da modalidade de Registro de Preço, com a escolha do menor preço de mercado. Essa modalidade prevê a fixação de um teto limite para gastos neste setor, não significando que este valor deva ser atingido”, concluiu, em nota, a assessoria.