Publicidade
Cotidiano
Notícias

Presidente da Aleam pleiteia voo Letícia-Manaus com embaixadora do Panamá

Presidente da Assembléia Legislativa do Amazonas, Ricardo Nicolau, discute com a embaixadora do Panamá sobre a intermediação junto à Copa Airlines sobre uma nova rota que ligaria Manaus ao município de Letícia, na Colombia. 27/09/2012 às 16:01
Show 1
Ricardo Nicolau conversa com Gabriela Garcia, embaixadora do Panama
acritica.com Manaus (AM)

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), reuniu-se com a embaixadora do Panamá no Brasil, Gabriela Garcia, nesta quinta-feira (27). No encontro, o parlamentar pediu apoio para articulações junto à empresa aérea panamenha Copa Airlines para a inauguração de um voo regular entre as cidades Manaus e Letícia, na Colômbia, que faz divisa com o município Tabatinga, no Alto Solimões, a 1.108 quilômetros da capital.

Nicolau explicou à diplomata que o objetivo do pleito é tornar mais barato o transporte aéreo para quem vive na região do Alto Solimões, além de fomentar o turismo local e atrair novas linhas aéreas ao Estado.

“Buscamos junto à embaixadora um contato com a Copa Airlines para que tenhamos um voo de Letícia para Manaus. Em Letícia existe um aeroporto internacional que faz vários trechos com Bogotá por apenas 20% do valor do voo Tabatinga-Manaus”, apontou Nicolau.

A embaixadora se comprometeu em levar a demanda para representantes da empresa, que já opera diariamente na capital amazonense para o Panamá.

“Temos muito interesse em continuar fortalecendo nossos laços com o Brasil. Agora, vamos iniciar os estudos com a Copa Airlines, que são os indicados para tomar essa decisão”, garantiu Garcia.

Amazonas pode ser hub aéreo

Após a reunião, Nicolau participou de uma sessão especial no plenário da Aleam em homenagem ao Dia do Turismo. O presidente repercutiu a solicitação feita à embaixadora do Panamá aos presentes e disse que o Amazonas tem capacidade para se tornar um hub aéreo – termo de aviação para locais que são centros de distribuição de voos.


“O Amazonas, geograficamente, pode ser um hub. Estamos próximos aos Estados Unidos e aos grandes centros. Podemos ter novas linhas aéreas e nos integrarmos à política nacional como um Estado que pensa e precisa do turismo como um mercado que será significativo no futuro”, discursou o presidente da Aleam.


Da tribuna, Nicolau também informou que já abordou o presidente da empresa aérea TAP Portugal, o brasileiro Fernando Pinto, sobre a inclusão de um voo direto Manaus-Lisboa. Com a medida, o presidente acredita que a capital amazonense poderia iniciar uma “competição saudável” com Belém (PA), onde o trecho sugerido já está operando.