Publicidade
Cotidiano
Notícias

Presidente do TCE-AM diz estar satisfeito com as obras da Arena

Desterro ressaltou ainda, que o TCE-AM não tem intenção de ser um ‘calo no pé’ dos gestores do Estado, mas, um colaborador. 24/01/2012 às 19:49
Show 1
Presidente do TCE vicitou a Arena da Amazônia
JOELMA MUNIZ Manaus

Em visita as obras da Arena da Amazônia, nesta terça-feira (24), o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Érico Desterro afirmou que o órgão está satisfeito com a maneira que o governo do Estado vem conduzindo as questões referentes aos gastos e aditivos do projeto. Desterro apontou apenas preocupação com atrasos na liberação de recursos por parte dos Bancos Financiadores.

“Nossa maior preocupação é com os desdobramentos relacionados à liberação dos financiamentos. Temos percebido que o governo tem se empenhado por lisura na execução do projeto, mas temos que trabalhar para dar ainda mais transparência às obras, com o objetivo de não termos a liberação dos recursos atrasadas”, disse.

Desterro ressaltou ainda, que o TCE-AM não tem intenção de ser um ‘calo no pé’ dos gestores do Estado, mas, um colaborador. Segundo ele as equipes técnicas do Estado e do órgão tem se reunido periodicamente para apurar e evitar que desvios de recursos aconteçam.

 “Temos acompanhado tudo de perto, e agora pudemos verificar in loco o que nos está sendo informado através de documentos”, falou.

Acompanhando a visita de Desterro, o vice-governador José Melo (PMDB), aproveitou para reafirmar a entrega da Arena em junho de 2013. De acordo com Melo, as obras estão em ritmo acelerado, e que por conta disso espera que o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), se sensibilize é acelere a liberação de mais recursos.

“Como disse o presidente do TCE-AM, essa é uma das poucas preocupações que temos nessa obra. Temos nos esforçado para não deixar brechas, a transparência é um dos nossos principais focos, e o acompanhamento do TCE nos dá ainda mais segurança de estarmos trabalhando na obra que será mais um legado do povo do Amazonas”, analisou.