Publicidade
Cotidiano
Cotidiano, Detentos, Presídio, Sejus, Polícia Civil, Interior, Maués

Presos fazem rebelião em presídio do interior do Amazonas

As motivações que levaram os 190 presos, dos quais 30 são mulheres e os outros 160 são homens, ainda são desconhecidas, de acordo com o delegado de Polícia civil do município, Mário Melo 21/11/2012 às 11:35
Show 1
Unidade prisional de Maués abriga 190 presos, entre homens e mulheres
Síntia Maciel Manaus

Internos da unidade prisional do município de Maués – localizado a 260 quilômetros de Manaus -, se rebelaram na manhã desta quarta-feira (21).

As motivações que levaram os 190 presos, dos quais 30 são mulheres e os outros 160 são homens, ainda são desconhecidas, de acordo com o delegado de Polícia Civil do município, Mário Melo.

Ainda segundo ele, um reforço policial enviado de Manaus está sendo aguardado na cidade.

“Com a chegada do reforço policial iremos até a unidade prisional, para sabermos quais são as exigências dos detentos e de que forma serão feitas as negociações”, informa o delegado.

Efeito dominó
Em menos de uma semana, está é a terceira rebelião em uma unidade prisional , registrada no Amazonas.

Nessa terça-feira (20), internas do regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no quilômetro 8, do BR-174, realizaram uma rebelião, para reivindicar a troca de assistente social, melhorias no atendimento médico, além de água de boa qualidade.

Na última segunda-feira (19), internos do Centro de Detenção Provisória (CDP), localizado a 500 metros do Compaj, se negaram a ser transferidos para o Instituto Prisional Antônio Trindade (Ipat), situado a 500 metros do CDP.

Na ocasião, presos do Ipat que se encontravam na área de triagem, também se rebelaram, por não aceitarem a transferência dos presidiários do CDP, para lá.

O grupo de 13 detentos foi transferido para a Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada no bairro Puraquequara, na Zona Leste de Manaus.