Publicidade
Cotidiano
FERIADÃO NAS RODOVIAS

PRF recupera duas motos e um carro em operação nas rodovias do Amazonas

Em seis dias, PRF abordou 393 veículos; uma caminhonete recuperada havia sido roubada no Ceará em 2013 21/11/2017 às 21:23
Show pf
Foto: Divulgação
Álik Menezes Manaus (AM)

Durante os seis dias de operação de fiscalização realizada nas rodovias federais BR-174 e BR-319, entre 15 e 20 de novembro, a Polícia Rodoviária Federal (PFR) abordou 393 veículos e deteve 11 pessoas, além de recuperar três veículos que haviam sido roubados em Manaus e no Ceará. Nenhum condutor foi autuado por conduzir embriagado.

Os principais alvos das ações foram fraudes em veículos e documentos e carros roubados, além do transporte ilegal de produtos florestais, exploração mineral e crimes contra a fauna, revelou o policial rodoviário federal  e coordenador da operação, Héber Araújo. Ele explicou que a decisão de incluir a busca por veículos roubados entre as prioridades - além dos crimes ambientais - diante do alto índice de furtos e roubos de carros no Amazonas.

“A PRF inclui na sua programação anual atuar em crimes importantes em cada localidade. No Amazonas, o foco é a repressão contra os crimes contra a fauna e contra o meio ambiente, como exploração ilegal de minérios e captura e transportes de animal silvestre. Além de atuar  na fiscalização de veículos diante do alto índice furtos e roubos de veículos, que colocam Manaus entre as principais cidades com esse tipo de ocorrência”, explicou o policial.

Dos três veículos recuperados durante a operação da PF nas estradas federais do Amazonas, dois estavam na BR-174 e o outro em Manaus. No dia 15, primeiro dia da operação, os policiais abordaram os condutores de uma caminhonete modelo Hilux, que circulava com placas falsas e itens adulterados. O veículo, segundo o policial, foi roubado no ano de 2013, no estado do Ceará. O condutor do veiculo foi apresentado à Polícia Judiciária para apuração dos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador do carro.

Na BR-174, já no Município de Presidente Figueiredo, foram recuperadas duas motocicletas no último dia de operação. Uma estava com motor e chassi adulterados, com documento falsificado, e a outra não tinha placa e tinha registro de roubo em Manaus, ocorrido no ano de 2014.

Crime ambiental

Outro foco da PRF, o combate a crimes ambientais também resultou na apreensão de animais silvestres (jabutis e tracajás) que estavam sendo transportados de forma ilegal no município de Presidente Figueiredo, também no dia 15.

A pena pelo crime é de seis a 12 meses de detenção, com aumento de dois terços pelo crime ter sido praticado em período noturno e contra espécie ameaçada de extinção. O homem também foi multado, no valor de R$ 500, pelo transporte de jabuti e em R$  5 mil por cada ovo ou espécime de tracajá transportado.

Ao longo dos cinco dias, também houve fiscalização do transporte de minérios. De acordo com dados da PRF, foram flagrados cinco casos de “usurpação de bens da União”. Os motoristas estavam transportando minérios sem autorização dos órgãos ambientais e do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Foram detidas cinco pessoas envolvidas e apreendidos quatro veículos carregados com areia.

Treinamento

O objetivo da operação especializada de enfrentamento aos crimes ambientais e fraudes veiculares, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) entre os dias 15 de novembro e 20 de novembro nas rodovias BR -174 e BR 319, foi treinar o efetivo local  da PRF nas técnicas de enfrentamento aos crimes, especialmente nessas duas “modalidades”: crimes contra fauna e flora  e recuperação de veículos roubados.