Publicidade
Cotidiano
Notícias

Primeira criança a receber implante de pele no AM recebe cuidados de hospital

A menina, de apenas três anos de idade, teve 42% do corpo atingido por uma descarga elétrica e recebeu um implante de pele sintética no Santa Júlia 30/01/2013 às 09:10
Show 1
Equipe de cirurgiões e especialistas refizeram os curativos da menina de 3 anos que foi vítima de uma descarga elétrica e teve 42% do corpo queimado. Novo material acelera regeneração da pele
Ana Celia Ossame ---

A criança de três anos de idade que recebeu o primeiro implante de pele sintética na Região Norte no último dia 24, no hospital Santa Júlia, voltou ao centro cirúrgico nesta terça-feira (29) pela manhã, para fazer novos procedimentos. A equipe de cirurgiões, comandada pelo médico Ricardo Góes, 37, trocou os curativos na garota que já passou por seis cirurgias reconstrutoras desde o acidente.

A criança foi atingida por uma descarga elétrica e teve 42% do corpo marcado com severas queimaduras no início deste mês. Atendida no pronto-socorro infantil Joãozinho, ali ela recebeu os primeiros procedimentos cirúrgicos, mas foi transferida para o Santa Júlia, onde passou pelas demais cirurgias.

O implante da pele sintética importada dos Estados Unidos foi feito na cabeça, no braço superior direito, no tronco e nos dois pés. Denominado implante de matriz de regeneração dérmica, esse procedimento está permitindo não só a recuperação dos tecidos danificados pela descarga elétrica, mas também promovendo a recuperação estética de forma a minimizar a cicatriz nessas áreas atingidas, explica Góes, que trabalhou juntamente com os colegas cirurgiões Ruy Silva Rodrigues, Israel Oliveira e Márcia Leão.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).