Publicidade
Cotidiano
Notícias

Produção Integrada aplicada ao guaraná pode gerar melhores dividendos no Amazonas

A implementação está sendo discutida no “Seminário produção integrada de guaraná no Amazonas”, promovido pela Embrapa Amazônia Ocidental 07/11/2012 às 08:55
Show 1
Seminário da Embrapa encerra nesta quarta-feira (07)
acrítica ---

A implementação da Produção Integrada (PI) na cultura do guaraná no Amazonas poderá ampliar as oportunidades de mercado, com a garantia de um produto agrícola saudável, com sistema de produção que tenha sustentabilidade, segurança no trabalho e segurança alimentar aos consumidores.

Os desafios para essa implementação estão sendo discutidos no “Seminário produção integrada de guaraná no Amazonas”, promovido pela Embrapa Amazônia Ocidental. O evento iniciou anteontem e se estende até hoje, no auditório da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). Participam representantes de instituições que atuam no setor agrícola.

Produção Integrada é um sistema baseado na adequação a normas técnicas que orientam boas práticas para que a produção agrícola tenha o uso eficiente e adequado dos recursos naturais, a conservação do meio ambiente e a garantia de alimentos sem riscos à saúde do consumidor, permitindo inclusive a rastreabilidade da produção agropecuária em toda a cadeia produtiva.

Na avaliação do pesquisador Rosalvo Andrigueto, os sistemas de produção integrada vêm atender exigências dos mercadores consumidores em nível mundial, e na Europa se tornou um pré-requisito das produções agrícolas de qualidade.

Para Rosilene Ferreira Souto, da Divisão de Fruticultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o atual maior desafio é a sensibilização de produtores e consumidores em relação aos benefícios da Produção Integrada. Para os produtores, esses benefícios envolvem a gestão da propriedade, redução de custos, capacitação técnica e adequação do empreendimento agrícola à legislação trabalhista e padrões de sustentabilidade ambiental.