Publicidade
Cotidiano
Notícias

Professor da Ufam é o mais novo membro da Academia Amazonense de Letras

O professor Renan Freitas Pinto, da Universidade Federal do Amazonas, autor de diversos livros sobre a região amazônica é o novo ocupante da cadeira 32 da Academia Amazonense de Letras (AAL). A cerimônia acontece nesta sexta-feira (26) na sede da (AAL). 25/10/2012 às 18:31
Show 1
Professor Renan Freitas Pinto tornou-se membro da AAL
acritica.com Manaus (AM)

O cientista social Renan Freitas Pinto toma posse nesta sexta-feira ( 26), na Academia Amazonense de Letras (AAL). Ele vai ocupar a cadeira número 32, cujo patrono é Bernardo Ramos. A cadeira já foi ocupada por outros dois professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), à época denominada apenas Universidade do Amazonas: Rui Lins, da Faculdade de Ciências Econômicas, e Walter Nogueira, fundador do curso de Filosofia da Universidade.

Renan Freitas Pinto é natural de Maceió/Alagoas e ingressou como docente da Universidade Federal do Amazonas em 1974. Tem mestrado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul; doutorado pela USP e pós-doutorado em Ciências Sociais pela PUC-SP. Foi Diretor do Centro de Artes da Universidade e Diretor da Editora da Ufam por dois mandatos consecutivos (2001 a 2009).

Entre as obras do cientista social estão “A viagem das idéias” e “A Sociologia de Florestan Fernandes”. Foi organizador de livros como “Vozes da Amazônia” e “O diário de Samuel Fritz”. “Considero um prestígio estar entre os mais destacados pensadores da Amazônia. Sinto-me honrado em participar da Literatura e da Cultura do maior estado brasileiro. Na Universidade e na AAL, estou em instituições que representam e expressam as várias formas de pensamento”, discursa o mais novo membro da Academia de Letras do Estado.