Publicidade
Cotidiano
Notícias

Programa para evitar perdas e desperdícios com medicamentos é lançado pelo Governo do AM

Além de evitar desperdício com remédios e outros produtos, programa vai uniformizar sistemas de informação das unidades de saúde e ajudar nos tratamentos 16/10/2015 às 17:15
Show 1
José Melo lançou o programa na manhã desta sexta-feira
acritica.com Manaus (AM)

O Programa de Gestão Integrada da Saúde que permitirá evitar perdas e desperdícios com medicamentos e outros produtos no sistema estadual de saúde foi lançado na manhã desta sexta (16) pelo governado José Melo. O programa é implantado pela Secretaria Estadual de Saúde (Susam) e desenvolvida pela empresa de Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam). O lançamento ocorreu na sede do governo, Compensa, Zona Oeste de Manaus.

Além de permitir evitar o desperdício com medicamentos e outros produtos, o programa vai uniformizar os sistemas de informação das unidades de saúde, onde será desenvolvido um prontuário eletrônico único que ajudará no tratamento dos pacientes, onde serão guardados um histórico de todos os procedimentos adotados na unidade.

O diretor-presidente da Prodam, Márcio Lira, informou que a fase do diagnóstico já foi concluída. “A fase do diagnóstico abrangeu levantamentos em 45 unidades de saúde, além da Central de Medicamentos, do Laboratório Central e da Vigilância em Saúde”, reforçou. No momento o programa entra na fase de implementação de construção dos sistemas informatizados. Lira acredita que até o final do próximo ano, o programa esteja 100% instalado, desenvolvido e funcionando.

Para o governador, José Melo, o programa foi uma das medidas mais estruturas adotadas nos últimos anos no setor da saúde do estado. ““Precisamos, cada vez mais, colocar a tecnologia a serviço da melhoria dos processos de gestão. No caso da saúde, esse movimento é fundamentalmente para auxiliar na elaboração de políticas públicas mais eficientes e mais bem direcionadas”, disse.

Com o desenvolvimento do novo sistema, a rede estadual de saúde avançará para a implementação de uma importante ferramenta: o prontuário eletrônico único. A medida permitirá que as informações sobre os pacientes estejam disponíveis aos médicos das unidades, facilitando o acesso a exames já realizados, evitando, por exemplo, custos desnecessários com novas solicitações.