Publicidade
Cotidiano
Notícias

Projeto de Monitoramento de Carbono apresenta os primeiros resultados de medições

O projeto é inédito no País e permitirá a realização do primeiro inventário de Carbono construído pelos estudantes do Ensino Fundamental de Manaus. As apresentações dos primeiros resultados do projeto acontecem nesta semana. 10/12/2012 às 15:33
Show 1
Projeto de Monitoramento de Carbono apresenta os primeiros resultados de medições
acritica.com Manaus (AM)

O Projeto de Monitoramento de Carbono, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), com apoio do Fundo Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (FMDMA), estará apresentando os primeiros resultados das medições do crescimento de mudas plantadas nas margens do Igarapé do Passarinho e em árvores da RDS do Tupé. A apresentação ocorre durante a solenidade de entrega dos certificados aos estudantes e professores das escolas envolvidas com o projeto na próxima quarta-feira (12), a partir das 15h, na Escola Sabá Raposo, situada na Rua Santa Mônica, Colônia Terra Nova 2.

Na sexta-feira (14) será a vez da Escola Antonio Moraes, na Rua Itapemirim, paralela à avenida dos Passarinhos.

Projeto inédito

A coordenação explica que os resultados das medições obtidos até agora serão convertidos em massa de Carbono, com o suporte técnico do Laboratório de Manejo Florestal do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

“Esse será o próximo passo que o projeto dará e nos permitirá quantificar os estoques de Carbono em áreas demonstrativas da cidade”, explica a assessora técnica Angeline Ugarte, coordenadora do projeto. Segundo ela, o resultado das medições, feitas de agosto a novembro deste ano, permite conhecer o crescimento do diâmetro das mudas e das árvores, ou seja, o incremento do tronco onde está presente o Carbono.

O Projeto Práticas Educativas de Monitoramento de Carbono em Áreas Demonstrativas foi lançado em junho deste ano, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) e o Inpa. Em julho, foram realizadas as vistorias para a delimitação das áreas demonstrativas onde seriam instaladas as bandas dendrométricas (utilizadas para a medição do crescimento). Em agosto, estas foram instaladas nas árvores das quatro comunidades da RDS do Tupé que têm escolas.


Áreas monitoradas

As áreas demonstrativas foram identificadas por números. Elas estão situadas nas comunidades Julião (área demonstrativa 2), São João do Tupé (3), Agrovila Amazonino Mendes (4) e Nossa Senhora do Livramento (5). Em cada uma, foram realizadas seis medições, entre os meses de setembro e outubro. Angeline Ugarte explica que as medições resultam da subtração dos coeficientes obtidos pelos estudantes nas aulas práticas.

O total do incremento da árvore será convertido em Carbono pelo Laboratório de Manejo Florestal do Inpa, a partir de cálculos desenvolvidos pelo pesquisador Niro Higuchi, validados pela Organização das Nações Unidas (ONU) para florestas tropicais. As áreas demonstrativas 6 e 7 são as adjacentes às duas escolas, no Igarapé do Passarinho, e tiveram um total de duas medições por conta de intempéries e vandalismos. Cada árvore é identificada com placa numérica e tem verificada a sua circunferência e as coordenadas geográficas de sua localização por meio de GPS.