Publicidade
Cotidiano
internet Manaus

Projeto pretende melhorar serviço de internet no Amazonas

Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, Petrobras e Amazonas Energia fará uso de fibras óticas. Objetivo é atender demanda da Copa do Mundo 09/01/2012 às 08:24
Show 1
Batizado de Rede Estadual de Comunicação do Amazonas, projeto quer interligar infraestrutura de comunicação com os municípios do AM
Maria Derzi Manaus

Um projeto realizado pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia do Amazonas (Sect/AM) pretende acabar com o problema da baixa qualidade de sinal e velocidade da Internet disponível no Amazonas, a tempo de apresentar melhorias para atender a demanda da Copa do Mundo de 2014. Denominado de Rede Estadual de Comunicação do Amazonas, com utilização das fibras óticas, o projeto será realizado em parceria pela Petrobras e Amazonas Energia, utilizando estruturas municipais, estaduais e federais.

A rede pretende a interligação da infraestrutura de comunicação com os municípios de Anamã, Anori, Caapiranga, Coari, Codajás, Iranduba, Novo Airão, Manacapuru e Presidente Figueiredo, aproveitando a rede de fibra ótica da Petrobras, seguindo a trilha do gasoduto Coari/Manaus. A previsão é de que o Governo do Estado do Amazonas aplique mais de R$ 10 milhões no projeto, que terá como parceiro a Prodam e as secretarias estaduais de Educação (Seduc), Saúde (Susam) e Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplan).

O projeto visa disseminar o sinal de Internet por meio do compartilhamento da infraestrutura que já existe no sistema do Estado. “A ideia é conectar todas as instituições públicas utilizando a estrutura em comum do Estado. Ele envolve o uso da fibra ótica até Manaus e vai proporcionar uma verdadeira revolução no Estado. Quanto ao custo, vamos fazer parcerias com outras instituições como Seduc e Secretaria de Segurança”, disse Odenildo Sena, secretário de Ciência e Tecnologia.

Odenildo explica que a interligação vai beneficiar não só as as instituições municipais, estaduais e federais. “É a forma de facilitar o trabalho dessas instituições públicas e beneficiar a população. Já existe uma série de projetos que, se conectados à Internet, vão trazer benefícios para o Estado, como por exemplo a telemedicina da UEA.

O secretário informa que até janeiro, a Telebras deverá disponibilizar a fibra ótica do gasoduto Coari/Manaus para ser liberada para o Governo do Amazonas. Ea previsão é que até o segundo semestre de 2012 o sistema já esteja operacionalizando com todas as linhas de fibra ótica. Uma dela é linha de fibra ótica para Manaus, que deve vir de Porto Velho (RO).

A segunda, na previsão da Sect, será a da Oi, vinda do Município de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus). “Essas serão as etapas secundárias do projeto. Por enquanto estamos nos focando no trajeto do gasoduto. Também estamos em contato com a Secretaria de Inclusão Digital para disponibilizar um antena de wireless, para possibilitar Internet para uso da população”, disse Odenildo Sena.