Publicidade
Cotidiano
Notícias

Proposta de reajuste dos Correios chega a 5,2%

A proposta é fruto das negociações e do diálogo e a empresa está confiante em um acordo coletivo que seja satisfatório para todos 06/09/2012 às 17:34
Show 1
Nos últimos nove anos a maioria dos trabalhadores da ECT teve até 138% de reajuste salarial
acritica.com Brasília

Os Correios apresentaram nesta quarta-feira (5) às representações sindicais (Fentect e Sindicatos Unificados) nova proposta que prevê 5,2% de reajuste de salários e benefícios. O índice proposto aos 120 mil empregados garante o poder de compra, uma vez que cobre a inflação do período. A proposta é fruto das negociações e do diálogo e a empresa está confiante em um acordo coletivo que seja satisfatório para todos, de forma a garantir a normalidade do atendimento à sociedade.

Nos últimos nove anos a maioria dos trabalhadores da ECT teve até 138% de reajuste salarial, sendo 35% de aumento real. Os Correios ainda oferecem aos trabalhadores vale transporte, assistência médica, hospitalar e odontológica para empregados e seus dependentes (inclusive na aposentadoria) e adicionais de atividade.

Além disso, a empresa vem investindo na melhoria das condições de trabalho: nos últimos 21 meses contratou 10 mil novos empregados e está admitindo mais 9.904 novos trabalhadores até 2013; investiu R$ 250 milhões na compra de 14 mil veículos e equipamentos e na construção, reforma e ampliação de 700 unidades operacionais, administrativas e de atendimento.

Os sindicatos informaram datas distintas em relação às assembleias que avaliarão a proposta. Dezesseis sindicatos farão na segunda-feira (10), cinco sindicatos na terça-feira (11) e outros 14 sindicatos no dia 25.

Mesmo acreditando em um fechamento de acordo coletivo, a ECT já está adotando as medidas necessárias para manter a distribuição de cartas e encomendas no caso de uma eventual paralisação.