Publicidade
Cotidiano
Notícias

Provas do PSC da Ufam só serão realizadas em 2016, diz reitora após anunciar cancelamento

Em coletiva de imprensa realizada na tarde deste sábado (28), a reitora da Ufam, professora Márcia Perales, informou ainda que as novas provas do exame só serão realizadas no ano que vem 28/11/2015 às 20:01
Show 1
Durante a coletiva, reitora da UFAM falou sobre o vazamento e sobre a nova data da prova
alexandre pequeno Manaus (AM)

Após a confirmação da suspensão do Processo Seletivo Contínuo 2016, a reitora da Universidade Federal do Amazonas, professora Dra Márcia Perales Mendes Silva informou que as novas provas do exame só serão realizadas no ano que vem.  O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa realizada no gabinete da reitoria da Ufam, na tarde deste sábado (28).

“A decisão foi tomada diante dos fortes indícios de vazamentos de algumas questões da nossa prova. Diante disso, tomamos a decisão de suspender o certame de amanhã (domingo) para que seja preservada aquilo que é crucial no concurso que é a lisura e igualdade de condições dos nossos candidatos”, afirmou a reitora. “Não queremos e permitiremos que nenhum candidato possa ter nenhuma vantagem em relação a outro”, acrescentou a reitora.

A situação inédita no histórico do exame no Amazonas, afeta quase 68 mil estudantes de todos os 62 municípios do Estado, além de colaboradores, fiscais e envolvidos.

As provas do PSC são elaboradas e impressas pela Comissão Permanente de Concursos (Compec) da própria Ufam. “São os professores da casa que elaboram as questões, e a impressão toda é feita no prédio da comissão. Nossa sala é adequada, de aproximadamente 80 metros quadrados”, explica a presidente da comissão, professora Ana Galota.

A comissão distribuiu para cada escola onde seriam realizadas as provas, anúncios para a divulgação da suspensão da avaliação. 

(Foto: Evandro Seixas)

Novas datas

Sobre a realização de um novo exame, a reitora da Ufam garantiu que é inviável a execução ainda este ano. "Acreditamos que no início de 2016, pois é muito difícil organizar essa avaliação. Em menos de um mês de não é possível", afirmou.

Indagada sobre o cruzamento de datas da divulgação do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), o que consequentemente influencia na decisão aluno que cursa o PSC, a reitora acrescenta que as avaliações são diferentes e considera que isso independe do resultado.

Investigações

A reitora relatou que ficou ciente do ocorrido no início da tarde deste sábado (28) através de uma busca de informações e logo após, foram tomadas as devidas providências.

"Já protocolamos e tomamos as medidas necessárias junto à Polícia Federal para que as investigações sejam iniciadas. Acreditados que será uma investigação rigorosa", garante.

Cancelamento desaponta

Para o estudante do 2° ano do ensino médio, Matheus José Monteiro a notícia do cancelamento é absurda. "Eu me preparei muito para essa prova, estou estudando há meses e acho isso uma falta de consideração. Não sei o que houve, mas espero que apurem e vejam quem é o culpado por esse possível vazamento", afirmou o jovem de 17 anos.

Para o internauta Mike Lohan, a decisão é desestimulante. “Mais tempo pra estudar "vírgula", isso desestimula demais quem passou o ano todo pagando cursinho e se dedicando pra no final essa prova ser adiada”.

Em números

68 mil

É o número de candidatos prejudicados com a suspensão do Processo Seletivo Contínuo (PSC-UFAM). Para a reitora, o cancelamento da avaliação economiza cerca de 1 milhão de reais para a instituição.

Blog, Lucas Mateus dos Santos de Jesus, pretende cursar Ciências Contábeis na Ufam


“De certa forma o cancelamento é justo, pois se ocorreu o vazamento, percebemos que uma pessoa iria se sobressair diante todos os outros concorrentes que se esforçaram e estudaram o ano inteiro, ou seja, não se sairiam tão bem quanto as pessoas que tiveram acesso à prova. Nos preparamos o ano todo, as escolas já são focadas para essas provas, ficamos ansiosos, descansamos e isso é um pouco frustrante, pois queria fazer uma boa prova e ser aprovado no curso que escolhi. Um vestibular depende do outro, então focamos nos outros também. É errado dizer que os vestibulares são independentes, pois se vamos mal em um, corremos para o outro, então dependemos de todos os outros também”.