Publicidade
Cotidiano
Notícias

Quadrilha é presa após roubo à agência bancária de Iranduba

Seis detidos confessaram a autoria do roubo à agência do Banco do Brasil, em abril de 2014, de onde levaram R$ 50 mil. Um dos suspeitos ironizou ao dizer: ‘Eu tive foi prejuízo. Investi todas as minhas reservas’ 18/06/2014 às 09:15
Show 1
Quadrilha chegou ao cofre do banco por meio um túnel aberto do banheiro de uma quitinete ao lado da agência.
Joana Queiroz ---

Uma quadrilha formada por seis homens foi presa, na madrugada desta terça-feira (17), por investigadores da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD). José Adailton Neves Moraes, 39, Alex Gomes do Santos, 32, Ricardo Silva Barbosa, 19, Felipe Ramos Rocha, 19, Rafael Ramos Rocha, 25, e Arison dos Santos Tenório, 35, confessaram a autoria do roubo à agência do Banco do Brasil, (BB), localizada no município de Iranduba, a 27 quilômetros de Manaus, em abril deste ano, de onde foi levado um malote com R$ 50 mil.

José Adailton, apontado como o mentor intelectual do crime, contou que se sentiu frustrado com a quantidade de dinheiro que tinha no banco, pois acreditava que encontraria mais de R$ 2 milhões. “Eu tive foi prejuízo. Investi todas as minhas reservas e quando abrimos o cofre tinha muito era dinheiro rasgado”, disse o criminoso. Segundo ele o investimento foi de R$ 30 mil.

Os suspeitos chegaram ao cofre do banco por meio um túnel aberto desde o banheiro de uma quitinete localizada ao lado da agência bancária. Segundo o criminoso, o dinheiro seria levado para o presídios no Pará onde seria utilizado para ajudar os “irmãos” (parceiros), que estão presos lá. "A ordem que eles receberam era para mandar parte do dinheiro ao presídio no Pará e que o restante fosse dividido em partes iguais", disse o delegado titular da DEHS, Orlando Amaral.

Segundo ele, as investigações começaram no dia 5 de abril, quando o furto foi descoberto. Os policiais chegaram aos ladrões a partir de imagens feitas pelas câmeras de segurança do banco. Embora a quadrilha seja de outros estados, a maioria do Pará, alguns já passaram pelo sistema prisional do Amazonas.

A polícia passou a monitorar a movimentação de José Adailton e, na madrugada desta terça, teve informações de que Alex estaria viajando para Belém/PA. Os dois foram presos no Aeroporto Internacional de Eduardo Gomes, ambos portando documentos de identificação falsos.

A dupla foi levada para a delegacia onde foi interrogada e acabou informando o endereço dos demais, que também foram presos antes do amanhecer. Todos confessaram ter participado do assalto e que passaram três meses abrindo o túnel para chegar ao cofre do banco.

Amaral disse ainda que, além destes, ainda existem dois que foram identificados como “Rossi”, um especialista em abrir cofres, e Romero, que é especialista em fazer escavações. Eles estão em Belém e o delegado informou que entrará em contato com a polícia local para ajudá-los na captura dos suspeitos.