Publicidade
Cotidiano
Notícias

Qualificação é desafio para o mercado de trabalho do Amazonas

 Mercado de trabalho inicia o ano “morno” e a sugestão é que o trabalhador esteja qualificado para as ofertas pós carnaval 03/01/2012 às 07:33
Show 1
Silvio da Costa esteve nessa segunda-feira (2) no posto do Sine-Manaus, disposto a iniciar o ano com a conquista de emprego fixo Thiago Medeiros, do Sine-Manaus Várias pessoas buscaram recolocação
CIMONE BARROS Manaus

Com a redução de período de férias coletivas em pelo menos uma semana no Polo Industrial de Manaus (PIM) e a economia do estado aquecida, o campo da empregabilidade começa o ano um pouco mais animador.

O velho problema é a falta de qualificação. Por outro lado, Governo do Estado e Prefeitura de Manaus anunciam inscrições para as próximas semanas de programas que vão oferecer 7.208 vagas em várias áreas.

Em geral, nos dois primeiros meses do ano o mercado de trabalho em Manaus começa com o freio de mão puxado. Mas as áreas de eletroeletrônico e duas rodas do PIM devem oferecer 2.500 vagas nesse período, segundo o presidente do Sindicado dos Metalúrgicos do Amazonas, Valdemir Santana.

Conforme Santana, o ano começou atípico. A maioria das fábricas voltará a funcionar na próxima segunda-feira (9), quando o normal é na segunda quinzena de janeiro.

A antecipação foi motivada pelas adequações de algumas fábricas às mudanças tecnológicas dos aparelhos de televisão de tubo para LCD/ Led e a demanda por motocicletas, principalmente no nordeste.

A região representa 35% do mercado brasileiro. “Janeiro e fevereiro são fracos, mas tem empresas empregando. Mas o maior problema é qualificação”, disse Santana.

O diretor do Sistema Nacional de Emprego no Amazonas (Sine-Amazonas), Paulo Júnior, também admite que os primeiros do ano são fracos, porém para ele, este começou “acelerado”. “Hoje estamos com mais de 300 vagas. Dessas, 100 são para homens, com ensino médio e curso de leitura de componente. Isso é maravilhoso para início de ano”, comemora Paulo.

Com documentos na mão e certificados, Sílvio da Costa, 26, hoje cedo foi para o Sine-Manaus buscar uma recolocação.

 Desempregado desde abril de 2011, Sílvio já trabalhou no PIM como operador de linha de produção, operador multifuncional e possui curso de leitura de componente e de vigilante. Atualmente ele faz bico como descarregador de carreta e como segurança em eventos.

“Minha meta da virada é conseguir um emprego. Sou casado e tenho dois filhos e só vou desistir, quando conseguir”, disse.

após o carnaval

De acordo com o diretor do Sine-Manaus, o nível de emprego só melhora após o carnaval (terça-feira no dia 21 de fevereiro), e nesse período ele “precisa se qualificar com cursos específicos”.

Além dos documentos e certificados, as empresas agora solicitam o histórico escolar. Para a qualificação, o município deve abrir na segunda quinzena de janeiro as inscrições para 6 mil vagas do programa de Qualificação Profissional (Profitec), nas áreas de Solda, Petróleo e Gás, Instalações Elétricas, Telecomunicações, Eletrônica, entre outros.

Os cursos são gratuitos e os detalhes serão divulgados em breve. Por parte do Estado, na próxima semana serão abertas as inscrições para o programa de Transporte Rodoviário. Fruto de emenda parlamentar do ex deputado Lupércio Ramos, serão investidos R$ 1 milhão para qualificação e atualizar profissional desse segmento e desempregados. Serão 1.208 vagas, mas na primeira etapa serão 480 oportunidades em cursos diversos, como primeiros socorros, cobrador, mecânico, motorista, administrador de tráfego rodoviário.