Publicidade
Cotidiano
Notícias

Quase 6 mil cartas por dia não chegam aos destinos em Manaus

As correspondências não entregues por problemas com endereço representam quase 2% do volume diário recebido pelos Correios. Apenas quando o CEP informado não está correto é que a empresa corrige o problema 05/01/2013 às 13:29
Show 1
Correios
A Critica Manaus

Problemas com endereços de destinatários, inclusive com a numeração das casas, fazem com que uma média de 5,7 mil cartas por dia não cheguem aos seus destinos em Manaus, o que representa 1,75% do total de cartas e telegramas diários, acordo com a diretoria regional da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ETC) no Amazonas.

 A empresa responsável pela entrega das correspondências informou que dentre esses problemas estão falta do número da residência, falta de número/nome da quadra, ou seja, endereçamento insuficiente para a entrega do objeto.

As cartas simples que chegam com erro no Código de Endereçamento Postal (CEP) recebem tratamento diferenciado para a correção do problema, de forma que as entregas sejam realizadas aos seus destinatários. Isso pórque o CEP é o endereço geral da rua, via ou logradouro público. 

O motorista Nilton Ricardo é um dos que ficaram prejudicados pela não entrega da correspondências. Segundo ele, as contas de seu cartão de crédito não chegam em casa, na na rua 15, bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste. “Isso também ocorreu com a minha tia, que mora aqui na outra rua e ficou sem receber a fatura do cartão”, relatou o motorista.

 Nomes antigos

Existem ainda problemas relacionados à utilização de nomes de ruas que há muito tempo já foram alterados pela Prefeitura de Manaus. Neste caso, todas as cartas simples retornam ao destinatário. De acordo com a assessoria da ECT, esse tipo de problema muito comum no Amazonas.

 A assessoria informou ainda que realiza campanhas esclarecedoras sobre a atualização dos nomes de logradouros, por meio de informação nos próprios objetos e/ou em folders, alertando sobre a necessidade da utilização do nome atual. “As cartas costumam não chegar quando o endereço informado é insuficiente ou errado, quando o número indicado não existe e se o destinatário é desconhecido no local informado, entre outros”, informou a assessoria.