Publicidade
Cotidiano
Notícias

Receita Federal prevê correria na última semana para declarar o Imposto de Renda

Começa o corre-corre no final do prazo para o acerto de contas com o leão. Mais de 44% ainda não declararam no Amazonas 23/04/2015 às 10:54
Show 1
Contribuinte tem até o dia 30 de abril para acertar as contas com o leão e escapar da multa mínima de R$ 165,74
Jornal A Crítica Manaus (AM)

Pelo ritmo de entrega das declarações do Imposto de Renda, haverá “correria” por parte dos contribuintes nos últimos dias do prazo, que termina em 30 de abril. A poucos dias para o fim do prazo, menos da metade dos contribuintes já acertou as contas com o leão em todo o País. No Amazonas, a situação é um pouco menos pior, já que, por aqui, 55,40% das 319 mil declarações esperadas já foram entregues. No total, 178,4 mil declarações foram entregues de contribuintes em todo o Estado.

A Receita Federal alerta que o adiamento na entrega do documento aumenta as chances de erro no preenchimento, podendo resultar em malha fina para o contribuinte. Além disso, quanto mais o contribuinte demorar para declarar, mais tempo terá que esperar para receber sua restituição, se for o caso.

“O problema é que, na pressa para não perder o prazo, o contribuinte entrega o documento de qualquer jeito apenas para fugir da multa, pensando em fazer, depois, uma declaração retificadora. Mas ele acaba não corrigindo os dados e caindo na malha fina”, explica o especialista em finanças, José Roberto Lima Filho.

Vale ressaltar que, nos últimos anos, o prazo para entrega não tem sido prorrogado. Quem perder o prazo estará sujeito a multa de, no mínimo, R$ 165,74, podendo chegar a 20% do imposto devido.

Na 2ª Região Fiscal, que engloba os Estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia e Roraima, 700,1 mil contribuintes cumpriram a obrigação com o fisco.

Este ano, as pessoas físicas com certificação digital podem fazer a declaração pré-preenchida na página da Receita na internet, na área do e-CAC. Isso também poderá ser feito por um representante do contribuinte que tenha certificação digital e procuração eletrônica registrada no órgão.

Recibo

O preenchimento do número do recibo da declaração do ano passado não é obrigatório. Somente nas declarações retificadoras o preenchimento do número do recibo da declaração anterior é necessário. O sistema avisará sobre a falta do preenchimento, mas não impedirá que a declaração seja salva e enviada corretamente.

Diversos canais para declarar

O contribuinte só tem até o dia 30 de abril para entregar a declaração de IR, o que, de acordo com Aristeu Tolentino, especialista em IR da Prolink Contábil, poderá ser feita por meio do programa de transmissão Receitanet. Ele é disponibilizado no site da Receita Federal, para quem possui certificado digital ou por meio do serviço Fazer Declaração, para tablet e smartphone.

Aristeu explica que está obrigado a declarar quem recebeu, em 2014, rendimentos tributáveis superiores a R$ 26.816,55 ou rendimentos isentos – não tributáveis ou tributados na fonte – cuja soma seja superior a R$ 40 mil. “Também deve declarar quem obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência de imposto”, diz.