Publicidade
Cotidiano
Cotidiano, Haitianos, Refugiados, Governo Federal

Representantes do Governo Federal visitam instalações de abrigos haitianos no AM

Nesta sexta (3), enquanto a comitiva do Governo Federal segue para Tabatinga, um grupo de aproximadamente 200 haitianos chega a Manaus 03/02/2012 às 12:27
Show 1
Representantes do Governo Federal, da Pastoral do Migrante e de secretarias estaduais debatem ações realizadas em Manaus, para atender haitianos
Síntia Maciel Manaus

Uma missão integrada por representantes dos Ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) visitou na tarde desta quinta-feira (2), em Manaus os abrigos em que se encontram os grupos de haitianos, que deram entrada no Brasil via o município de Tabatinga – localizado a 1.105 quilômetros da cidade.

Nos locais, os representantes do Governo Federal puderam constatar as condições em que os grupos se encontram, ouvir algumas reivindicações, além de discutirem com a secretária interina de Estado de Assistência Social (Seas), Graça Prola e o padre Gelmino Costa, da Pastoral do Migrante, o emprego dos R$ 540 mil, que deverão ser repassados na próxima semana para o Amazonas.

A verbal federal deverá ser liberada a partir da análise de um projeto que está sendo elaborado pelo governo do Estado, que conforme Graça Prola, deve ser entregue ainda nesta sexta-feira (3), aos representantes do Governo Federal.

O aporte financeiro deverá ser aplicado no aluguel de novos abrigos, gastos com transportes dos grupos para a retirada de documentos como Carteira de Trabalho, kits de higiene, e também na aquisição colchões, e kits formados por botijas de gás e fogões de pequeno porte, para os haitianos que apesar de não estarem nos abrigos mantidos pela Pastoral do Migrante e pelos voluntários do Ama Haiti, se encontram em locais alugados temporariamente.

“Com os recursos que serão repassados, as instalações destes locais poderão ser melhoradas, garantindo mais privacidades a eles”, salienta a Gerente de Projetos da Secretaria Executiva do MDS, Denise Kroef, durante a visita ao abrigo do bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus, onde um galpão está servindo de moradia para em torno de 120 haitianos.

O lugar tem capacidade para abrigar aproximadamente 300 pessoas. Entretanto, não há nenhum tipo de divisórias, beliches ou outros objetos que garantam um pouco mais de "conforto" ao local.

Nesta sexta-feira (3), os representantes do Governo Federal devem seguir para o município de Tabatinga, de onde está sendo eperado chegar em Manaus, um barco transportando aproximadamente 200 haitianos. No sábado (4), outros 400 devem desembarca na capital amazonense

Ações
Antes das visitas a comissão esteve reunida com os padres Gelmino Costa e Isaias Duarte, integrantes da Pastoral do Migrante, e da Paróquia de São Geraldo – para onde vão os haitianos que chegam a Manaus.

Durante o encontro uma das principais necessidades apontada pelos padres – além de abrigo e mantimentos -, foi o deslocamento dos haitianos que se encontram em Tabatinga para Manaus, por via fluvial, bem coom a dificuldade em se deslocar para retirar documentos, como a Carteira de Trabalho, por exemplo.

“Muitos estão sem poder comprar a passagem de volta de Tabatinga para Manaus e não sabem como sair de lá, porque já estão sem dinheiro”, informou o padre Isaías.

Como não se trata de um serviço, observou Denise Kroef, os R$ 540 mil que serão repassados não podem ser empregados na aquisição de passagens, mas segundo ela, o caso seria analisado.