Publicidade
Cotidiano
Notícias

Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro terá R$ 23 mi até 2017

Parceria entre Coca-cola e FAS destinará recursos para programas de apoio à geração de renda e preservação da floresta  13/11/2012 às 08:22
Show 1
Virgílio Viana (centro): “Garantir geração de renda mantendo a floresta em pé é a melhor forma de preservação”
Florêncio Mesquita ---

Moradores de 19 comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro devem ser beneficiados com aproximadamente R$ 23 milhões até 2017. O valor será aplicado em programas de apoio à geração de renda e preservação da floresta na RDS do Rio Negro, por meio da Fundação Amazonas Sustentável (FAS). O valor corresponde a doações feitas pela empresa Coca-Cola Brasil que, somente nesta segunda-feira (12), destinou mais R$ 2,5 milhões à FAS.

O valor doado é para ser aplicado na RDS do Rio Negro, principalmente pelo fato da área sofrer grande pressão de desmatamento.

O anúncio de ampliação de parceria entre a Coca-Cola e a FAS ocorreu na tarde de ontem, na sede da fundação, no bairro Parque Dez, Zona Centro-Sul. Para a Coca-Cola, a nova doação reforça o compromisso com as comunidades ribeirinhas e com o desenvolvimento ambiental da região amazônica. O dinheiro será aplicado na reserva e também terá destaque no fomento da geração de renda para as pessoas que residem nas comunidades da reserva. Segundo a FAS, o estímulo à geração de renda é um dos mecanismos para contribuir com a preservação da área. 

A Coca-Cola e a FAS são parceiras desde 2009 quando a empresa de bebidas doou R$ 20 milhões e juntou-se ao grupo de mantenedores da fundação. Além da empresa, a fundação tem como parceiros o Governo do Estado do Amazonas e o banco Bradesco.

No primeiro ano de parceria, o valor doado pela Coca-Cola foi aplicado no Bolsa Floresta, primeiro programa brasileiro de pagamento de serviços ambientais feito para as comunidades que residem nas unidades de conservação do Amazonas. O programa visa a redução do desmatamento e a melhoria da qualidade de vida das populações que vivem na floresta. A primeira e a última doação foram aplicadas em um fundo permanente que beneficia aproximadamente duas mil famílias nos quatro eixos do programa: associação, social, familiar e renda.

De acordo com o superintendente da FAS, Virgílio Viana, a parceria com a Coca-Cola é fundamental para fomentar a preservação da RDS do Rio Negro porque oferece estrutura para as famílias não degradarem a floresta. Elas são diretamente beneficiadas. Viana considera a aliança estratégica para a implantação de projetos que visam a melhoria da qualidade de famílias que vivem nas comunidades de reservas sustentáveis.