Publicidade
Cotidiano
VERBAS

Réus da operação Maus Caminhos começam a ser ouvidos pela Justiça Federal

Eles são acusados de participar de um esquema que desviou mais de R$ 100 milhões da Saúde no Amazonas 14/11/2017 às 08:57 - Atualizado em 14/11/2017 às 10:27
Show re s
Mouhamad Moustafa também será ouvido nesta terça-feira (Foto: Arquivo AC)
Camila Pereira Manaus (AM)

Os réus da operação Maus Caminhos começaram a ser ouvidos na manhã desta terça-feira (14) na sede da Justiça Federal em Manaus. Mouhamad Moustafa, Alessandro Viriato Pacheco, Jennifer Nayiara Yochabel e Priscila Marcolino Coutinho são acusados de participar de um esquema que desviou R$ 110 milhões da Saúde no Amazonas.

A primeira pessoa a ser interrogada foi Jennifer Nayiara. Ela negou que participou na organização criminosa e disse que apenas trabalhava com o médico e empresário Mouhamad Moustafa, que é apontado como líder da quadrilha. Os interrogatórios se dividem em duas partes. A segunda começa às 13h30.

O esquema da Maus Caminhos foi descoberto em setembro de 2016, durante a deflagração de uma operação pela Polícia Federal contra uma organização criminosa que teria desviado  R$ 110 milhões de verbas públicas por meio de contratos entre a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) com o Instituto Novos Caminhos.

O médico Mouhamad Moustafa esteve preso pela última vez no dia 21 de outubro deste ano, após ultrapassar o limite do perímetro urbano permitido com o benefício da liberdade provisória. Mouhamad usava tornozeleira eletrônica. Os outros réus também estavam em liberdade desde então.