Publicidade
Cotidiano
Notícias

Rota fluvial de Belém a Manaus será tema de filme

A produção de audiovisual deve ser lançada ainda neste ano, durante o Amazonas Film Festival 05/02/2012 às 11:46
Show 1
Outros curtas produzidos por Dheil foram "Jorge" e "Buenos Dias"
Rafael Seixas Manaus

O cotidiano vivido por pessoas numa viagem de barco de Belém para Manaus será o ponto de partida do curta-metragem “Rota da ilusão”, nova produção de Dheik Praia. A obra foi vencedora do Concurso de Roteiros da 8° edição do Amazonas Film Festival (AFF).

A personagem principal será Núbia, uma jovem do interior paraense que muda a rota de sua vida, com a ilusão de dar um futuro digno para o seu filho. No entanto, o elenco ainda não foi fechado, por isso, a partir de amanhã, será iniciado um teste aberto. “Decidi fazer uma seleção aberta, ou seja, atores, não atores, curiosos, enfim... Quem quiser participar poderá. Basta não ter medo da câmera filmadora (risos). O teste se estenderá pelo mês de fevereiro e março”, diz Dheik.

Os interessados em fazer essa seleção devem enviar um e-mail para contrapontofilmes@gmail.com. Após o recebimento, a produção confirmará o dia e o horário do teste.

Cronograma

A pré-produção se estenderá até o mês de abril. As filmagens serão realizadas em junho e o lançamento ocorrerá no AFF deste ano. “O público pode esperar um filme com uma porção de cada coisa: um pouco de romance, aventura, drama e suspense, com o rio Amazonas como cenário principal”, adianta Dheik.

“Rota da ilusão” não terá grandes diferenças em relação a outros curtas já produzidos pela realizadora de audiovisual (“Buenos Dias” e “Jorge”). “A principal diferença entre eles é o aporte financeiro concedido pelo prêmio. Os outros filmes foram feitos com a cara e a coragem, literalmente! Os dois foram produzidos pelos amigos mais próximos, a galera curiosa e aqueles que estavam querendo aprender. Muitas dessas pessoas vão novamente trabalhar comigo, mas em algumas áreas decidi chamar profissionais reconhecidos, como é o caso do Yure Cesar, diretor de fotografia premiado. Ainda estamos em processo de negociação, porém com certeza ele somará muito ao projeto”, diz.

Dheik informa, ainda, que outro que estará no seu filme será o diretor de arte Adroaldo Pereira, que participou de inúmeras produções nacionais e internacionais. “Ele é referência em direção de arte no Amazonas. Mais uma vez vou trabalhar com o Zeudi Souza, diretor premiado com o curta ‘Perdido’”. A finalização do curta será em película e, após o lançamento, ele será inscrito em outros festivais.