Publicidade
Cotidiano
Notícias

Saúde: Amazonas terá R$ 51 milhões para ampliação e qualificação da Rede Cegonha

Do total aprovado, serão repassados de imediato 8,2 milhões para a estrutura que o Estado já dispõe. A liberação do restante depende do andamento da Rede Cegonha no âmbito estadual 12/09/2012 às 08:43
Show 1
Recursos são destinados à saude da grávida e do bebê
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

O Amazonas vai contar com 51,1 milhões de reais para a primeira etapa das ações do projeto de ampliação e qualificação da rede de assistência à mulher e ao bebê. O aporte atende ao Plano de Ação Estadual da Rede Cegonha para o Estado e suas Regiões priorizadas. Os recursos foram aprovados pelo Ministério da Saúde (MS) na última quarta-feira (5/9).

Do total aprovado, serão repassados de imediato 8,2 milhões para a estrutura que o Estado já dispõe. A liberação do restante depende do andamento do programa. A verba é destinada para estruturação de leitos, acompanhamento de gestação de médio e alto risco e parto normal.

Os R$ 51,1 milhões do recurso são destinados para custear 7 centros para parto normal e 4 ‘Casas da gestante e do bebê’. O recurso garante também 92 leitos de gestação de alto risco, 5 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto, 35 leitos de UTI Neonatal,  83 Unidades de Cuidados Intermediários (UCI) Neonatal e 55 leitos de UCI Canguru.

Da fatia de R$ 8,2 milhões serão liberados a princípio, R$ 6,9 milhões no âmbito estadual e R$ 987,6 para Manaus. Os municípios beneficiados do Amazonas foram Coari, Itacoatiara, Manacapuru (receberá de imediato o valor de R$ 367, 9 mil) e São Gabriel da Cachoeira.

Os valores são liberados após diagnóstico de cada estado e envio do levantamento sobre a estrutura da rede materna ao Ministério da Saúde. Com a aprovação do MS é publicada a portaria indicando os repasses.

Estado
O secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, informou que os repasses imediatos e em médio prazo aprovados ainda serão estudados. “Nós vamos verificar o que foi contemplado e depois faremos a aplicação do cronograma físico”, disse.  

Ainda de acordo com o secretário, o plano de ação do Amazonas proposto ao Governo Federal foi orçado em R$ 63 milhões. “O Ministério da Saúde  aplica as ações de melhorias no sistema e o governo do estado apresenta o seu projeto para as metas”.

Rede Cegonha
A estratégia foi lançada no ano passado e fortalece um modelo de atenção que vai do reforço do planejamento familiar à confirmação da gravidez, passando pelo pré-natal, parto, pós-parto, até os dois primeiros anos de vida da criança.

Portaria
As informações foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) de quinta-feira (6/9).