Publicidade
Cotidiano
Notícias

Sebrae investe R$ 12 milhões em empresários das cidades-sede da Copa de 2014

O Amazonas é o décimo a receber o programa. O tão esperado evento tem pouco mais de um ano para ser realizado 27/02/2013 às 09:05
Show 1
Programa Integra de qualificação de empresários das cidades-sede da Copa foi lançado nesta terça-feira em Manaus
acritica.com ---

Mais um curso de capacitação. A ideia parece redundante, mas, ao mesmo tempo, necessária, de acordo com o Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas do Amazonas (Sebrae-AM). A instituição é responsável por parte do aporte financeiro de R$ 12 milhões no Projeto Integra, lançado nesta terça-feira (26) em Manaus.

O município é o décimo a receber o programa, destinado a promover a capacitação de empresários nas 12 cidades-sede da Copa de 2014 – evento com pouco mais de um ano para ser realizada. A iniciativa partiu da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) e conta com o apoio do Sebrae. Estima-se que o convênio firmado capacite 50 mil pessoas em todo o território nacional, das quais 2,5 mil no Amazonas.

Segundo a gerente adjunto do Sebrae Nacional, Ana Klévia Guerreiro, mesmo que seja um projeto com mais cursos destinados a qualificação, é preciso olhá-lo como uma oportunidade de melhoria da gestão dos empreendimentos, dos negócios locais. “Quem não tem tempo para se qualificar deve estar pensando em sair do mercado. Porque o conhecimento é a tônica dele”, salientou.

A gerente afirmou que, nos moldes do ditado “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, os órgãos responsáveis pelo Integra têm o interesse de incentivar as atividades e reiterar a importância de resolver problemas não mais condizentes com a atual realidade, como os que envolvem o setor turístico, relacionados a hospedagem. “Não devemos persistir em velhos problemas. No momento que se põe um negócio, tem que cumprir as regras de relação com o cliente, pois a este último interessa pagar pelo serviço e recebê-lo”, avaliou.

Ana comentou que, embora não devesse ser desta forma, muitas vezes cabe ao empresário também formar o profissional com o qual trabalha, até mesmo para que este funcionário esteja preparado para outros desafios.

Na edição de terça-feira, o A CRÍTICA publicou matéria sobre a relação entre as vagas ofertadas e as colocações de trabalhadores em janeiro, no qual perceberam-se os problemas de qualificação. O Sistema Nacional de Emprego no Amazonas (Sine-AM) captou 1,43 mil postos de trabalho no mês, entretanto, apenas uma fatia de 16,47% possuía o perfil exigido pelas empresas (338).

Cursos

A oferta de cursos é feita de forma presencial ou online. Os interessados podem se inscrever pela página virtual do Integra ou na Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Amazonas (Facea), instituição responsável pelo acompanhamento do projeto no Estado.

A carga horária podem de ser de três até 30 horas, dependendo do curso escolhido. Em virtude do aporte financeiro, estes cursos são gratuitos, somente o de idiomas é cobrado, com uma taxa de R$ 90.

O coordenador nacional do Integra, Valério Figueiredo, pontuou que a grade é fruto de uma pesquisa nacional e tem sido utilizada em todas as capitais que sediarão o evento futebolístico.

Segundo o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Amazonas (Facea), Valdemar Pinheiro, a partir do lançamento, os cursos já começam a ser executados, com a mesma metodologia dos que serão oferecidos pelo Sebrae. “É um convênio para cobrir as necessidades de ambos os locais”, finalizou.