Publicidade
Cotidiano
55 votos a 22

Senado aceita impeachment, Dilma é afastada e Temer assume

Após longa sessão, por 55 votos a 22, a câmara alta do Legislativo federal aceitou o processo de impedimento, que julgará o destino da presidência e o futuro do País 12/05/2016 às 05:36 - Atualizado em 12/05/2016 às 05:53
Show show segunda posse dilma rousseff 00701012015
Foto: Lula Marques
acritica.com

Após uma longa sessão,  que durou 21 horas e entrou pela madrugada, já na manhã desta quinta-feira (12), por 55 votos a 22, com nenhuma abstenção e três ausências, o Senado Federal aceitou o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff  (PT) por crime de responsabilidade. A petista deve ser notificada ainda hoje para entregar o mandato.

Ontem (11), ela sinalizou que deve exonerar todos os ministros antes do afastamento,  que pode durar até 180 dias.

O vice-presidente Michel Temer  (PMDB), por sua vez, sinalizou que deve nomear sua equipe de ministros até o fim do dia. 

Relatado pelo senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), o pedido de impedimento de autoria de Hélio Bicudo, Miguel Reale Jr. e Janaína Paschoal foi acatado pela comissão especial da Casa na semana passada, após ter sua tramitação admitida por votação na Câmara dos Deputados no mês passado.