Publicidade
Cotidiano
Notícias

Split ou portátil? Confira dicas para aproveitar melhor o que cada tipo de condicionador de ar oferece

Ferramentas na Internet permitem calcular o consumo mensal dos aparelhos e auxiliam na hora de escolher os BTUs do ar-condicionado 17/01/2016 às 15:37
Show 1
Versões split e portátil (com saída pela janela) têm seus prós e contras, aponta especialista
ROSIEL MENDONÇA Manaus (AM)

Dentro de casa, o calor de Manaus incomoda menos quando se pode enfrentá-lo com a ajuda de um condicionador de ar. No mercado, os aparelhos mais comuns são o de janela, o split e o portátil, e os prós e contras de cada um dependem diretamente da necessidade de refrigeração do ambiente e do tipo de instalação.

Na hora de escolher o modelo ideal, no entanto, muita gente pode se atrapalhar com especificações como área de cobertura e potência, principalmente. Segundo Guilherme Soares, diretor de qualidade, serviços e atendimento ao consumidor da Whirlpool na América Latina, dona da marca Consul, os splits são os mais versáteis, podendo ser utilizados em espaços de 9m² a 50m².

“É um condicionador de ar que tem maior flexibilidade na instalação e pode ser fixado em paredes distantes de janelas, porém não apresenta mobilidade e refrigera apenas o local em que estiver instalado. Ainda assim, a instalação desse tipo de aparelho precisa ser feita por uma assistência técnica credenciada”, recomenda ele.

Já os aparelhos portáteis dão conta de ambientes de até 20m² com a vantagem que não exigem obras de adequação (ideal para quem mora em imóveis alugados) e podem ser instalados pelo próprio consumidor em alguns minutos.

“Por não serem fixos, eles podem ser removidos para qualquer ambiente que necessite de refrigeração e tenha janela. Além disso, têm um reservatório de água inteligente, que não precisa ser esvaziado, mas o ruído que ele faz ao ser ligado é perceptível”.

Sobre que fatores levar em conta na hora de comprar um aparelho de ar-condicionado, Guilherme explica que é necessário estar atento aos itens que influenciam no cálculo de potência (medida em BTUs) que o aparelho deve ter. Dentre esses fatores estão o tamanho do cômodo, incidência ou não do Sol, quantidade de eletrônicos, pessoas presentes no local, tipo de lâmpadas, dentre outros.

Mais dicas

Também tem se tornado comum o uso de condicionadores de ar em mais de um ambiente da casa. Até então, o mais comum era desfrutar do conforto climático apenas nos quartos, mas agora já se pode encontrar aparelhos funcionando nas salas e até na cozinha.

Nesses casos, Guilherme Soares alerta que a principal restrição é que cada aparelho deve ter o seu disjuntor específico. Além disso, é importante ressaltar que as instalações elétricas devem obedecer às normas técnicas de segurança para instalações elétricas e de refrigeração. 

Para a conta de luz não ir para as alturas, no entanto, vale a pena calcular o consumo dos aparelhos por mês. Na Internet é possível encontrar várias ferramentas que ajudam nesse controle.

Outra dica de Soares é que a manutenção do ar-condicionado deve acontecer de acordo com o uso, e não com o ambiente. “Caso o consumidor utilize o produto todos os dias, por exemplo, ela deve ser feita continuadamente, evitando principalmente o acúmulo de resíduos no filtro. Aqui vale a ressalva de que, tanto no portátil quanto no split, ela pode ser feita pelo próprio consumidor”.

Conforto climático nos closets

O ar-condicionado tem invadido também os closets. Segundo a arquiteta Renata Faria Scherer, do blog Supérfluo Necessário (www.superfluonecessario.com), hoje a demanda por esses ambientes nos projetos é bem maior. “Eles também aumentaram de tamanho para atender às necessidades dos casais, e como é um espaço normalmente sem janelas, requer uma climatização. Afinal, é muito chato sair do banho, se arrumar e ficar suando”, justifica.

Para ela, ao optarem por um closet, os clientes também buscam deixar o quarto mais sofisticado. “Então quem tem possibilidade de tornar esse lugar mais confortável, a refrigeração é ideal, ainda mais na nossa cidade”, completa a arquiteta.

Cálculo fácil

A Consul disponibiliza uma calculadora online (http:// www.consul. com.br/ simuladordebtu) que promete ajudar na escolha da potência (BTUs) do ar-condicionado levando em conta fatores como número de pessoas no ambiente, tamanho do espaço, incidência do Sol, etc.. Caso o cálculo direcione a compra de um split, recomenda-se agendar uma visita de pré-instalação. Assim, o técnico avalia o local exato para fixar o aparelho, bem como o caminho da tubulação e proximidade de tomadas (ponto elétrico).