Publicidade
Cotidiano
Notícias

Taxista se joga de carro em movimento durante tentativa de assalto em Manaus

José dos Santos foi abordado por três supostos clientes na madrugada desta terça-feira (21) que o sequestraram e tentaram matá-lo 21/02/2012 às 15:01
Show 1
Abraão, Webert e Joelson são suspeitos de sequestrar o taxista José Henrique
Mariana Lima Manaus

O taxista José Henrique Lima dos Santos se jogou do próprio veículo em movimento durante tentativa de assalto na Zona Leste. O motorista quebrou o vidro do carro após ouvir que seria morto pelos sequestradores.

O crime aconteceu por volta da meia noite quando José Henrique foi abordado por três homens, se passando por clientes, na Alameda Cosme Ferreira, Zona Leste da cidade.

Webert Nunes Guimarães, 20, Abraão de Moraes Silva, 19 e Joelson Pereira Araújo, 20, ameaçaram o taxista com uma faca de cozinha obrigando o mesmo a passar para o banco traseiro do pálio modelo Weekend, de placas JXL 4302.

Webert Guimarães passou a dirigir o veículo acompanhado de Abraão que sentava no banco do carona. Joelson ficou responsável em vigiar o taxista, que seguia sentado no banco traseiro sem algemas.

Durante a ação, policiais da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) entraram em perseguição com o veículo que partia em direção a Estrada do Tarumã, Zona Oeste da cidade.

Próximo a entrada do Tarumã, José Henrique ouviu uma discussão em que o trio decidia como iria matar o taxista. José Henrique quebrou o vidro lateral do veículo e pulou do carro em movimento. O motorista foi resgatado pela polícia minutos depois e levado ao Hospital João Lúcio, onde passa bem.

A perseguição policial continuou e o trio foi abordado pelos policiais militares na Pista da Raquete, Zona Leste. Durante a abordagem, Abraão perdeu a direção do veículo que capotou deixando o bando levemente ferido.

O caso foi registrado no 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde o trio foi flagranteado por roubo qualificado. Os três envolvidos serão encaminhados a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.