Publicidade
Cotidiano
Notícias

TCE-AM nega recurso de ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro e de mais cinco gestores

O pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) negou, na sessão desta quinta-feira (5), por unanimidade, o recurso impetrado pelo ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro 05/07/2012 às 20:06
Show 1
Reunião no pleno do TCE-AM
acritica.com Manaus

O pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) negou, na sessão desta quinta-feira (5), por unanimidade, o recurso impetrado pelo ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro. O gestor tentava reverter a decisão do Tribunal de 2007, que julgou irregulares suas contas de 2002 e lhe aplicou multa de R$ 7,6 milhões.

Na mesma sessão, o colegiado indeferiu outros cinco recursos de gestores que também tentavam mudar a decisão original do órgão. Entre eles, Rodrigo Alves e  Emídio Rodrigues (ambos de Coari) e Marilene Corrêa (do ano de 2007), que fez contratações irregulares.

O relator do processo de Adail Pinheiro, conselheiro Lúcio Albuquerque, explicou que o gestor solicitou no recurso o mesmo pedido que já havia sido negado anteriormente pelo tribunal.

Durante a mesma sessão, foi julgada a tomada de contas da Câmara Municipal Coari, do exercício de 2010, da gestão do vereador Argemiro Souza. Ele teve as contas consideradas irregulares e terá de devolver ao erário, entre as multas e glosas, o valor de R$ 5,3 milhões, por várias irregularidades, entre elas despesas com diárias de viagens não comprovadas.

Outra prestação de contas julgada foi a do prefeito de Alvarães, Mario Litaiff (do ano 2010). O pleno julgou irregular as contas do administrador e aplicou multa no valor de R$ 42 mil em decorrência de divergências orçamentárias.

O ex-prefeito de Novo Aripuanã, Geramilton Weckner (de 2008), teve as contas reprovadas e foi a multado em R$ 6 mil por atrasos no balancetes mensais (ACP) e na relação de execução orçamentária.