Publicidade
Cotidiano
Notícias

Transferência de tecnologia para produção rural no Amazonas recebe investimento de R$ 22 mi

O Pro-Rural terá dez áreas de abrangência, além de oferecer apoio para as áreas de organização social e comercialização 26/02/2013 às 21:31
Show 1
A iniciativa tem o objetivo de levar para o homem do campo os conhecimentos desenvolvidos por pesquisadores dos centros de pesquisa do Estado
acritica.com Manaus (AM)

Diante de pecuaristas, agricultores, produtores rurais do estado do Amazonas e autoridades, o Governador do Amazonas lançou, na manhã desta terça-feira (26), o  Edital Pro-Rural  Programa Estratégico para Transferência de Tecnologia para o Setor Rural (Residência Agrária). A iniciativa tem o objetivo de levar para o homem do campo os conhecimentos desenvolvidos por pesquisadores dos centros de pesquisa do Estado.

De forma inovadora no Brasil, o Pro-Rural contará com investimento de R$ 22 milhões para ser executado até 2015. O programa é fruto da parceria entre a Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (Secti-Am) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

A diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olivia Simão, destacou que a associação das três instituições na criação do programa constitui-se como um desafio e uma grande oportunidade. “É um desafio porque coloca a Fapeam e a Secti em um trabalho conjunto com os técnicos desde o início de sua formatação. Ousado porque vamos sair das unidades experimentais, dando oportunidade ao anseio do pesquisador, que é ver a tecnologia desenvolvida por ele sendo utilizada pelos trabalhadores e trabalhadoras rurais”, explicou Simão.

Para o secretário da Sepror, Eron Bezerra,o lançamento deste edital da assistência tecnológica vem resolver um gargalo existente na produção com a separação que historicamente existe entre a academia e o setor público. “De um lado você tem a academia produzindo conhecimento e de outro, trabalhadores ansiosos por esse conhecimento e no meio do caminho um grande vazio. Essa medida visa encurtar esse caminho”, disse o secretário.

Odenildo Sena, titular da SECTI-AM destacou o importante papel da Fapeam como órgão financiador do Programa, uma vez que concederá bolsas de incentivo à pesquisa para os coordenadores de projetos e para os técnicos recém-formados em nível superior e médio, que atuarão como agentes de transferência de tecnologia nos 62 municípios do Estado.