Publicidade
Cotidiano
Notícias

Venezuela investiga violações de direitos humanos

País ficou marcado por uma série de protestos populares que ocorreram o mês de fevereiro e que foram reprimidos pelo governo venezuelano 21/03/2014 às 20:36
Show 1
Procuradoria investiga 59 denúncias de violações de direitos humanos no país de Nicolás Maduro
Leandra Felipe (Correspondente Agência Brasil/EBC) Bogotá (Colômbia)

A procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Diaz, informou nesta sexta-feira (21) que investiga 59 denúncias de violações de direitos humanos e que 17 policiais estão presos, em consequência de atos cometidos durante a repressão aos protestos de rua durante o mês de fevereiro.

Ela disse que fiscais de direitos humanos do Ministério Público investigam irregularidades denunciadas por manifestantes em todo país. Estudantes que participaram de protestos denunciam abuso na repressão policial, com casos de agressão física e uso excessivo de armas para reprimir manifestações, como  balas de borracha e gás lacrimogêneo.

Desde o início dos protestos há cinco semanas, 31 pessoas morreram e 486 ficaram feridas, segundo a procuradora. Entre os mortos 25 eram civis e 6 militares.

*Com informações da Agência Venezuelana de Notícias