Publicidade
Cotidiano
Notícias

Vereadores de Tabatinga (AM) pedem conclusão de obras

Parlamentares vieram a Manaus apresentar reivindicações ao governador do estado 30/03/2012 às 08:05
Show 1
Vereadores de Tabatinga na redação de A CRÍTICA pedem mais atenção do Governo Estadual para o município
Lúcio Pinheiro ---

Pressionados pelo eleitorado a seis meses das eleições municipais, os nove vereadores da Câmara Municipal de Tabatinga decidiram vir a Manaus, ontem, cobrar do governador Omar Aziz (PSD) a conclusão da obra da Unidade de Pronto Atendimento da cidade, atrasada em dois anos e meio. Na lista dos “reclames mais basilares dos tabatinguenses”, segundo definiram os vereadores em documento apresentado ao governador, estavam, ainda, asfaltamento de ruas da área urbana e rural da cidade, policiamento, obras portuárias e uma brigada de incêndio. “Ficamos felizes, porque o governador Omar Aziz prometeu que vai inaugurar o hospital em junho”, disse o vereador Jorge Arevalo (PTdoB).

A construção da Unidade de Pronto Atendimento de Tabatinga já teve o prazo de conclusão aditado em 925 dias. A previsão inicial para construir o hospital era de 240 dias. Para executar a obra, a Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (Susam) contratou a Ponctual Corporation. O contrato começou a valer no dia 10 de março de 2009. Segundo o contrato 00015/2009-Susam, o valor original da Unidade de Pronto Atendimento de Tabatinga era de R$ 3,8 milhões. A construção recebeu um aditivo de preço de mais R$ 929,3 mil, elevando o valor atual da obra para R$ 4,7 milhões.

 Atualmente, os 53.374 habitantes de Tabatinga são socorridos pelo hospital do Exército, quando necessitam de atendimento de média complexidade. Ou se deslocam até Manaus, a 1.105 quilômetros de distância. Segundo informações no site do Sistema Integrado de Controle e Gestão de Obras Públicas (Sicop) do Governo do Amazonas (www.sicop.am.gov.br) o período contratual da obra do hospital encerra no dia 18 de maio. O presidente da Câmara de vereadores de Tabatinga, Marcos Guedes Parente (PRB), disse que os parlamentares voltam para a cidade confiantes, após reunião com Omar Aziz. “Porque o governador nos recebeu e prometeu ajudar”, justificou. Jorge Arevalo afirmou que a Casa está sendo pressionada pela população, principalmente com relação ao sistema viário. “Tem radialistas de emissoras do Peru que cobram providências da prefeitura, e isso exacerba a população, que vai cobrar da Câmara, ficando todos contra o Poder Legislativo”, contou Arevalo. Além de Marcos Guedes e Jorge Arevalo, vieram a Manaus os vereadores Mendário Ribeiro Gaspar (DEM), Martinha da Silva Pinto (PSD), Sebastião Ramos (PSD), Adonias Ferreira (PP), Aldenízia Souza Cordovil (PR), José Borges Quércia (PSL) e Onório do Nascimento (PT). De acordo com os parlamentares, a reunião entre eles e o governador foi articulada pela deputada estadual Vera Lúcia Castelo Branco (PTB).

Lista

As reivindicações da Câmara de Tabatinga ao Governo do Estado: Hospital; Pavimentação da sede da cidade; Entrega da Balsa-Porto de Belém do Solimões; Brigada de incêndio; Asfaltamento de sete quilômetros da linha geodésica Tabatinga-Apaporis 2; Casa de Apoio aos indígenas; e lotação de 60 candidatos aprovados na PM naturais de Tabatinga.