Publicidade
Eleições
sem declaração

Artur Neto esconde apartamentos de luxo da Justiça Eleitoral

Documentos emitidos pela própria Prefeitura comprovam que apartamentos em condomínio da Ponta Negra, não declarados à Justiça Eleitoral, estão no nome do atual prefeito e candidato à reeleição. 29/10/2016 às 18:50 - Atualizado em 29/10/2016 às 19:12
Show fin.cm r.18
Apartamentos que estão em nome de Artur Neto e não foram declarados à Justiça Eleitoral ficam no 17º e 18º andar do Varandas do Rio Negro (Foto: Clóvis Miranda / A Crítica)
acritica.com Manaus (AM)

O prefeito de Manaus e candidato à reeleição, Artur Neto (PSDB), mentiu à Justiça Eleitoral e escondeu bens de sua propriedade na declaração de patrimônio entregue para o registro de sua candidatura.  Dois apartamentos de luxo, que em valores atualizados custam ao todo R$ 1,6 milhão,  na Ponta Negra, estão em nome do tucano mas sumiram da declaração de bens repassada por ele ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) este ano. 

Documento oficial da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), denominado Boletim de Cadastro Imobiliário, com data de emissão de sexta-feira (28/10),  mostra que Artur  Neto é o proprietário dos apartamentos  1702 e 1802 no edifício Varandas do Rio Negro, localizado na rua Alaska, bairro Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus. 

Um desses imóveis, o de número 1702, constava da declaração de bens entregue pelo tucano em 2012 à Justiça Eleitoral quando disputou a Prefeitura de Manaus. Avaliado à época em 
R$ 350 mil, o apartamento, junto com dois veículos e saldos em contas correntes, num total de 18 itens, somavam R$ 651,9 mil em bens declarados. Na declaração patrimonial deste ano, divulgada na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), esse apartamento  desapareceu e o outro, de número 1802, que fica na cobertura do condomínio de luxo, sequer foi citado. O total de bens do prefeito agora  despencou para R$ 160,7 mil.Entrevista

Em entrevista concedida para a a TV Amazonas, no dia 20 de setembro deste ano, ao ser questionado sobre o encolhimento de 75% no valor do  patrimônio declarado à Justiça Eleitoral, Artur disse que o imóvel ficou com a ex-mulher dele Goreth do Carmo Ribeiro. “Houve a minha separação de minha esposa. Tudo que nós conseguimos acumular pertence a ela, que tem um imposto de renda próprio, sempre teve. Ela sempre trabalhou, sempre teve sua vida. Então o que houve foi isso. Eu entendo que é de dignidade, quando você se separa, deixar tudo com a ex-esposa”, disse o prefeito à emissora.

Contudo, certidões do Cartório do 3º Ofício de Registro de Imóveis e o Boletim de Cadastro Imobiliário da Prefeitura de Manaus, aos quais A CRÍTICA teve acesso, comprovam que os dois apartamentos de luxo estão, na verdade, em nome do tucano. O primeiro, 1702, onde ele morava antes da separação, fica no 17º pavimento do edifício Varandas do Rio Negro. Possui área privativa de 210,2 metros quadrados, sala de estar/jantar com varanda, sala de almoço, cozinha, área de serviço, despensa, quarto de empregada, sala família, três suítes, uma suíte master com dois closets e um lavabo. Tem direito ao uso de quatro vagas na garagem. Foi adquirido por Artur em 2009, da Unipar Construtora por  R$ 178,2 mil. 

Confira os documentos comprobatórios

Alto padrão
O segundo apartamento, de número 1802, está localizado um andar acima, no 18º pavimento. Foi comprado por Artur e Goreth no dia 21 de março de 2014, por meio de financiamento junto ao Banco Bradesco pelo valor de R$ 800 mil, dos quais, R$ 160 mil pagos à vista e R$ 640 mil financiados em 120 meses. Um pouco maior que o outro, o imóvel tem área de 236,8 metros quadrados. Conta com três suítes, uma suíte master, os mesmos compartimentos do outro apartamento, inclusive as quatro vagas para carros. O valor da primeira prestação na data da assinatura do contrato  foi de R$ 10 mil.

IPTU de bens em nome de Artur

Planilhas de pagamento do Imposto Predial e Territorial   Urbano (IPTU) emitidas pela Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef)  na sexta-feira (28/10) também comprovam que Artur Neto é o proprietário dos dois apartamento de alto padrão no edifício Varandas do Rio Negro. 

No histórico  de baixa do imposto referente ao imóvel de número 1802 Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro Neto consta como contribuinte número 322822. O demonstrativo indica que o IPTU deste ano, no valor de R$ 2.304,86 venceu no dia 7 de abril e foi quitado no dia 16 de maio. Em 2015, o imposto somou R$ 1.473,97 e foi pago no dia 16 de março. O de 2014, de R$ 1.488,02, foi baixado em 19  de março daquele ano. 

O IPTU do apartamento onde Artur residia, o de número 1702, também está com o pagamento em dia. Nos registros da Semef o prefeito aparece como contribuinte número 322826. O tributo deste ano do valor de R$ 2.080,93, com data de vencimento de 16 de maio, foi devidamente quitado no dia 16 de maio. Assim como os dos anos anteriores. 

Artur diz que bens são da ex-esposa

Durante o último debate dos candidatos a prefeito de Manaus, na última sexta-feira (28), Artur Neto, ao ser questionado por Marcelo Ramos (PR),  afirmou que declarou todos os bens à Justiça Eleitoral.  Questionado sobre o apartamento 1802, ele afirmou que repassou tudo para o nome da ex-mulher, apesar do documento emitido pela Prefeitura de Manaus afirmar o contrário. 

“Tudo que era meu é da minha ex-esposa e anexei, sim, os bens mínimos,  que são aqueles de uma pessoa honrada, de uma pessoa que não veio para política buscar oportunidade de enriquecimento”, disse. Apesar da justificativa, nas três últimas eleições, a lista de bens informada por Artur Neto à Justiça Eleitoral apresentou variações de patrimônio. 

Na disputa de 2010, quando concorreu à reeleição ao Senado, não é possível encontrar no site de divulgação de candidaturas do TSE o patrimônio declarado pelo tucano. Em 2012,  Artur comunicou à Justiça Eleitoral ser detentor de patrimônio avaliado em R$ 651,9 mil. Este ano, a lista de bens totaliza R$ 160,7 mil. Não constam veículos ou os apartamentos.

Publicidade
Publicidade