Publicidade
Entretenimento
Título Parintins

A cidade de Parintins, no interior do Amazonas, recebe título de capital da cultura e do folclore amazonense

--- 19/03/2012 às 14:34
Show 1
Parintins ganha título de Capital da Cultura e do Folclore do Estado do Amazonas
Jonas Santos ---

O que já era de fato agora também é de direito. Parintins foi declarada nesse domingo (18) a “Capital da Cultura e do Folclore do Estado do Amazonas”. O projeto de Lei, de autoria do deputado Tony Medeiros, foi aprovado durante a sessão itinerante da Assembleia Legislativa do Estado ( Aleam), realizada na sexta-feira(16), no ginásio de esportes do Centro Educacional de Tempo Integral Gláucio Gonçalves.


"Afinal, assim como Parintins o Estado também se divide em duas cores: azul e vermelho. Ou seja,  quem não torce pelo Garantido é apaixonado pelo Caprichoso. “O festival surge como um modermo movimento nativista que elegeu imagens indígenas com metáforas para a afirmação de uma identidade regional cabocla. O boi concebeu esta identidade cultural que move a massa no Carnaboi, no Boimanaus e que transfere a sede do Governo do Amazonas para a Ilha Tupinambarana, quando chega o Festival Folclórico, no mês de junho”, disse Tony.

O plenário da Aleam foi contagiado com a presença dos bumbás que realizaram um show folclórico.  A festa reuniu autoridades e segmentos da sociedade civil organizada . O deputado Sinésio Campos disse que a aprovação da Lei não teria o mesmo brilho se fosse votada em Manaus. Ele justificou seu parecer desfavorável no primeiro pedido de Tony, em 2011, afirmando que aguardava mais fundamentações para apoiar a proposta. “Fui convencido e sei que Parintins irá receber mais investimentos na área da cultura com essa proposta”, disse.

A presidente do Caprichoso, Márcia Baranda, comemorou o título. “Estou muito feliz e orgulhosa com esta homenagem a Parintins, que sempre foi a Capital do Folclore. Quero agradecer a Deus, aos deputados, aos governadores que passaram pelo Estado e valorizaram e incentivaram o Festival de Parintins. Nós do Caprichoso apoiamos essa iniciativa. Por isso que o nosso tema é viva a cultura popular”, avaliou. O presidente do Garantido, Telo Pinto, também festejou a homenagem. “É o reconhecimento pela importância que Parintins significa para o Amazonas. O potencial cultural e folclórico do seu povo está além-mar e nos deu a todos os amazonenses uma identidade. O Garantido está feliz em ter contribuído com este feito”, emendou o presidente do vermelho. A arte parintinense está presente nos maiores eventos culturais do país, da Região Sul e ao Rio Grande do Norte, no Nordeste.

Durante a sessão o aposentado Lucinor de Souza Barros, 68, o único fundador do Festival Folclórico de Parintins, ainda vivo, foi homenageado com a medalha Rui Araújo. A  comenda é foi uma proposta deputado Josué Neto. Xisto Pereira e Raimundo Muniz, também criadores da festa, são falecidos. “Estou muito orgulhoso pelo reconhecimento, por terem lembrado da gente. Quero dividir essa homenagem, com a família do Xisto, foi dele a idéia do festival, e também ao Muniz que segurou e organizou por vários anos o festival sozinho”, afirmou.