Publicidade
Entretenimento
Primeiras-Damas das baladas

A rotina agitada das primeiras-damas das baladas de Manaus

Além de inspiração para esses artistas da balada, elas ainda dão  uma força na produção dos eventos 18/10/2012 às 16:35
Show 1
O Dj Cezar Dantas e a esposa Raquel, que já até substituiu o marido num dia em que ele não pode tocar
Felipe de Paula Manaus

A vida de namorada ou esposa de músico não é fácil. O assédio natural das fãs, a vida profissional noturna e a dededicação que todo artista tem ao trabalho exigem esforços que só o amor pode ensejar. Por isso, além de serem a fonte de inspiração desses rapazes, elas ainda dão a maior força na produção dos eventos onde eles são os protagonistas da noite e elas, as primeiras-damas da balada.

 Apoio providencial

 Raquel Dantas há anos acompanha o marido, o DJ Cezar Dantas, nas festas onde ele se apresenta. Do apoio afetivo, por vezes representado por um discreto beijinho no meio da playlist, ela passou a ser peça importante na logística dos eventos. De cabo esquecido em casa ao translado dos DJ’s de fora, Raquel já fez de tudo um pouco, e até já substituiu o esposo, a pedido dele, numa noite em que ele havia passado mal. “Gosto de estar com ele, e, consequentemente, acabo me envolvendo com o trabalho”, diz ela, que vê como companheirismo, não como obrigação, a forcinha que dá ao marido.

 Em Nova Iorque

Adrianne Pacheco, namorada do guitarrista da banda Tucumanus, Denilson Novo, costumava gravar os show da banda. Seus vídeos foram fundamentais como peça de divulgação para a campanha “Tucumanos no Brazilian Day em Nova Iorque”, que arrecadou recursos para a viagem internacional dos rapazes.


 “Comecei a criar cartazes para os shows, ajudar na divulgação pela internet e ainda fiquei responsável pela parte financeira da campanha”, diz ela, que foi para Nova Iorque com a turma e lá registrou o sucesso internacional do som amazonense, além de cuidar da administração financeira da mini-turnê. “Pra mim foi uma honra ter participado dessa aventura”, diz ela.

As musas do cauxi


Karina, namorada de Agenor, baixista da Alaíde Negão; Marcela, esposa de Davi, vocalista; e Heloíse, namorada de Vinícius, produtor; são as musas do Espaço Cultural Cauxi, a casa oficial da trupe. Com exceção de Marcela, que está grávida de 7 meses, todas elas trabalham na portaria, no caixa e dão suporte logístico aos meninos.