Publicidade
Entretenimento
Vida

Alimentos Amazônicos são aliados da saúde

Na região Amazônica existem inúmeros alimentos com potencial nutritivo e funcional que trazem efeitos benéficos ao organismo humano, como prevenção de doenças e manutenção da saúde. 17/10/2012 às 18:57
Show 1
O tucumã e o buriti podem ser uma alternativa no combate de hipovitaminose
acritica.com Manaus

O peixe e a farinha são alimentos indispensáveis na mesa de grande parte dos amazonenses. Mas especialista aponta que qualquer alimento ingerido em excesso faz mal e a farinha que faz parte das dietas regionais, em especial, pode virar uma grande vilã da saúde. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, através da Pesquisa de Orçamentos Familiares, o número de pessoas com excesso de peso e obesidade aumentou nos últimos 20 anos.

Entre os homens, o excesso de peso quase triplicou passando de 18,5%, no início de 1970, para 50,1%, no final dos anos 2000. Entre as mulheres, o aumento foi menor: de 28,7% para 48%. Já a obesidade cresceu mais de quatro vezes entre os homens, de 2,8% para 12,4% e mais de duas vezes entre as mulheres, de 8% para 16,9%.

O excesso de peso e a obesidade são encontrados com grande frequência, a partir de 5 anos de idade, em todos os grupos de renda e em todas as regiões brasileiras. Já o déficit de altura nos primeiros anos de vida (um importante indicador da desnutrição infantil) está concentrado em famílias com menor renda e, do ponto de vista geográfico, na Região Norte.

 Alimentos amazônicos

Na avaliação da coordenadora do curso de nutrição da Faculdade Literatus, Flávia Amaro Gonçalves, a farinha e o peixe fazem parte da cultura do povo amazonense e podem ser consumidos tranquilamente desde que nas quantidades recomendadas. Temos a farinha como um vilão, mas segundo Flávia, o que faz engordar não é o consumo do produto em si, mas a quantidade e a frequência com que ingere o alimento e ainda as combinações de farinha com arroz, com macarrão ou ainda com macaxeira.

Na região Amazônica existem inúmeros alimentos com potencial nutritivo e funcional que trazem efeitos benéficos ao organismo humano, como prevenção de doenças e manutenção da saúde. “Destaco quatro destes: tucumã, pupunha, camu-camu e buriti”, disse a nutricionista.

Flávia explica que o tucumã, pupunha e buriti são ricos em vitamina A. O tucumã e o buriti podem ser uma alternativa no combate de hipovitaminose A. A pupunha tem alto valor energético e pode ser ingerida sem estar cozida ou pode ser moída para produção de farinha. O camu-camu é o fruto mais rico em vitamina C do mundo e pode ser consumido de diversas formas: in natura, refresco, picolé, geleia, além de acrescentar sabor e cor a diferentes tipos de tortas e sobremesas.

Para a profissional o mais importante é que a população Amazônica valorize os alimentos regionais por meio do resgate dos costumes típicos da região. “Assim garantiremos uma vida saudável e com uma alimentação balanceada”, destacou.