Publicidade
Entretenimento
Feira Jovens Empreendedores

Alunos de Manaus na etapa final da Feira Nacional de Empreendedorismo

Projeto de alunos de Manaus está entre os selecionados em concurso realizado pela rede CEBRAC em todo o Brasil 16/10/2012 às 11:29
Show 1
Equipe de Manaus que teve projeto selecionado para final da Feira Nacional de Empreendedorismo
acritica.com Manaus

A última etapa da Feira Nacional de Empreendedorismo , promovida pelo Centro Brasileiro de Cursos – CEBRAC – vai contar com a participação de cerca de 100 alunos da rede em todo o Brasil. A etapa será realizada no dia 22 de outubro, em Londrina (PR).

Em julho, nas 105 unidades da rede, os alunos matriculados no curso de Assistente Administrativo Completo apresentaram projetos de gestão de empresas (fictícias) em cinco diferentes áreas de atuação, entre elas, uma agência de turismo para a terceira idade e uma loja de lâmpadas ecológicas.

Dos 500 projetos apresentados na etapa local, apenas 22 foram classificados para a final. Dos finalistas, um é do Amazonas. A equipe amazonense é do projeto Eco Tur Turismo, que disputa na categoria “agência de turismo para a terceira idade”.

 “ Os jurados vão ter uma enorme dificuldade para apontar qual é o melhor projeto, já que todos os trabalhos que disputam essa final são excelentes, todos de alto nível”, diz Wilson Roberto Giustino, presidente da rede CEBRAC, que conta com mais de 40 mil  alunos matriculados.  Para ele, o principal objetivo da feira é fomentar a criatividade e o espírito empreendedor dos alunos, fazendo com que eles coloquem em prática o que estão aprendendo no curso. “ No geral, todas as ideias que surgiram se mostraram realmente interessantes.  É possível indicar qualquer um deles como favorito”, completa Giustino.  

Os trabalhos serão avaliados, entre outros pontos, pela apresentação e organização do estande, qualidade do produto ou serviço oferecido, pelo material de divulgação das empresas e pela própria postura dos alunos empreendedores. 

Empresários, comerciantes e professores formarão a comissão julgadora. O prêmio para o melhor projeto será de R$ 2,5 mil. O instrutor do grupo receberá R$ 1,5 mil e a escola da equipe do projeto vencedor ganhará um tablet.